Emater/RS-Ascar participa do III Fórum do Agronegócio em Tapejara

Agronegócio

Emater/RS-Ascar participa do III Fórum do Agronegócio em Tapejara

Extensão Rural e gestão das propriedades rurais foi o tema da palestra do diretor técnico da Emater/RS.
Por:
527 acessos

Extensão Rural e gestão das propriedades rurais foi o tema da palestra do diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura, durante o III Fórum do Agronegócio Sicredi Altos da Serra RS/SC, realizado nesta quarta-feira (29/06), no Centro Cultural do município de Tapejara. Participaram também o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami, os supervisores microrregionais, Ronaldo Carbonari, Milton Rossetto e Mauro Morello e cerca de 20 extensionistas da região.

O evento buscou disseminar informações relevantes no contexto do agronegócio e promover um debate sobre o tema. Palestraram também o conselheiro e consultor empresarial e presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças ? Seccional RS, Ademar Schardong, sobre os desafios da sociedade brasileira a partir da crise econômica atual, e o ex-secretário da Agricultura do Paraná e apresentador do programa Negócios da Terra, Eugênio Stefanelo, sobre perspectivas do mercado agropecuário.

Lino Moura falou sobre a situação da agricultura e da agropecuária, sobre a Extensão Rural e sobre os programas Manejo integrado de Pragas e a Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, lançado no início do mês de junho, em Porto Alegre.

O Programa da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), que será executado pela Emater/RS-Ascar, tem o propósito de gerar indicadores sobre a evolução das condições sociais, econômicas e ambientais das propriedades rurais, especialmente no que se refere à utilização dos recursos naturais, racionalização da mão de obra e do uso de insumos externos à propriedade. ?O que se busca, entre outros avanços é promover o aumento de 20% na renda das famílias e a gestão integral da propriedade rural?, ressaltou Moura. O diretor afirmou ainda que em quatro anos de atividades (2016/2019), o programa beneficiará cerca de 40 mil famílias de agricultores e pecuaristas familiares do Rio Grande do Sul. 

Moura destacou também que a Extensão Rural age para que o produtor rural tenha o melhor resultado ?com as ferramentas que ele tem, buscando melhorar renda e qualidade de vida e, além disso, gerando valor agregado para seu município, estado e país, e resultados para a Balança Comercial?, disse. ?Entendemos, e parece que a sociedade também, que em momentos que se fala tanto em crise, a gestão é fundamental para o sucesso e para a continuidade dessas propriedades. É fundamental fazer gestão, sob pena de desaparecer?, alertou o diretor técnico.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink