Emater/RS-Ascar promove ação de fomento à apicultura através de capacitação de técnicos

Agronegócio

Emater/RS-Ascar promove ação de fomento à apicultura através de capacitação de técnicos

A intenção do grupo é discutir e definir estratégias de ação em nível regional relacionadas à atividade da apicultura e meliponicultura
Por:
482 acessos

Na intenção de qualificar o trabalhado extensionista e fomentar a atividade da apicultura na região Norte do Estado, o Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen promoveu na última quinta e sexta-feira (01 e 02/12), em Nonoai, uma capacitação para os técnicos da Emater/RS-Ascar dos 24 municípios da região, que planejaram e desenvolvem ações envolvendo a atividade. 

A capacitação foi ministrada pelo engenheiro agrônomo e assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Paulo Francisco Conrad, e dividida em dois momentos, teórica e prática, abordando entre os principais temas, manejo do apiário, plantas apícolas, alimentação das abelhas e a importância socioeconômica da atividade. A atividade aconteceu na Câmara de Vereadores e nas dependências da Associação dos Apicultores de Nonoai.

"A capacitação foi pensada para qualificar o trabalho realizado pelos técnicos, que venha a contribuir com o dia a dia do extensionista e permita às famílias envolvidas com esta atividade produzirem com mais eficiência e qualidade", explicou o assistente técnico regional de sistemas de produção animal da Emater/RS-Ascar de Frederico Westphalen, Valdir Sangaletti.

Como encaminhamento da atividade, foi criado o Coletivo da Apicultura, grupo formado por nove técnicos, três de cada microrregião. A intenção do grupo é discutir e definir estratégias de ação em nível regional relacionadas à atividade da apicultura e meliponicultura. Para manter a qualificação e aprimoramento dos técnicos nessa área, pelos menos três encontros técnicos serão programados para o próximo ano. Outra proposta deixada na capacitação foi a de fortalecer as associações de apicultores e realizar ações de compra e venda coletiva.

A apicultura chama atenção na região Norte do RS como uma atividade complementar. É desenvolvida por muitos produtores de forma artesanal. É vista como uma excelente alternativa de complemento pela baixa necessidade de mão de obra, da pouca penosidade do trabalho e da grande valorização comercial do produto extraído da atividade. A atividade apícola apresenta grande potencial de desenvolvimento, especialmente, na região Norte, pelo clima favorável, com a diversidade de floresta tropical, especialmente nas áreas costeadas por rio.

Em Nonoai, município que sediou a capacitação, é um dos mais antigos da região que desenvolve a apicultura. A Associação dos Apicultores conta até com um Entreposto Apícola, que é inspecionado pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF), local onde é feito os trabalhos de manipulação, extração do mel, decantação, envase e a expedição. A Associação dos Apicultores de Nonoai surgiu em meados de 1990, quando a Emater/RS-Ascar iniciou os trabalhos no município e encontrou 18 apicultores, que formaram este grupo. Em 2002, através de um projeto elaborado pela Associação, foi construído o Entreposto do mel e cera de abelhas. Hoje, no município, são 23 apicultores. Para este ano, a produção estimada é de dez toneladas de mel. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink