Emater/RS-Ascar realizou Tarde de Campo Microrregional em Nova Alvorada

Agronegócio

Emater/RS-Ascar realizou Tarde de Campo Microrregional em Nova Alvorada

Nutrição animal, saneamento ambiental, sanidade animal e solos foram os assuntos abordados na 1ª Tarde de Campo Microrregional de Nova Alvorada
Por:
1385 acessos

Nutrição animal, saneamento ambiental, sanidade animal e solos foram os assuntos abordados na 1ª Tarde de Campo Microrregional de Nova Alvorada. O evento foi realizado na propriedade da família Tedesco, na última sexta-feira (25/11), na Linha Morangueira, município de Nova Alvorada. O evento, promovido pela Emater/RS-Ascar com apoio da Prefeitura e da Comunidade, reuniu cerca de 180 pessoas.

O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar de São Domingos do Sul, Adilson Rezende, falou sobre nutrição animal e alertou aos produtores sobre os aspectos referentes à fisiologia digestiva dos ruminantes, associada ao balanço nutricional e equilíbrio de energia e proteína na dieta. Ressaltando a importância do equilíbrio, Rezende destacou que o excesso de proteína, por exemplo, pode levar á perda de peso dos animais e à perda e/ou falhas reprodutivas. Na mesma estação, o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar de Casca, Maurício Dall?Acqua, apresentou a alternativa de armazenagem de grãos em silos secadores modelo Emater/RS-Ascar, proporcionando melhor qualidade do produto armazenado, melhores índices produtivos e auxiliando no planejamento da alimentação.

O saneamento básico e ambiental da propriedade foi a estação apresentada pela extensionista social Simara Lovizon e pelo técnico Carlos Kaefer, ambos do Eescritório da Emater/RS-Ascar de Camargo. Tratamento do esgoto doméstico, tratamento de dejetos, separação e destino adequado do lixo, cuidados e organização dos arredores foram alguns dos temas abordados.

Na estação sobre sanidade, apresentada pelo engenheiro agrônomo e assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, Vilmar Wruch Leitzke, brucelose e tuberculose foram apresentadas como as principais zoonoses que afetam a atividade leiteira. A brucelose pode causar aborto nos animais, maior intervalo entre partos, morte da terneira, redução na produção de leite e redução no valor comercial, entre outros prejuízos. A tuberculose também provoca queda na produção leiteira, perda de carcaças e restrição na comercialização. De acordo com o engenheiro agrônomo, ambas doenças podem ser transmitidas ao homem. 

Já na estação sobre solos, os engenheiros agrônomos da Emater/RS-Ascar, Ronaldo Carbonari e Rafael Goulart Machado, demostraram, numa trincheira aberta no solo, que para o solo expressar todo o seu potencial de fertilidade, precisa ser analisado sob os pilares químico, biológico e físico. Segundo Carbonari, somente a análise química pode não demonstrar a real situação em que se encontra o solo. Também, com o auxílio de um simulador de chuva, os engenheiros agrônomos mostraram as diferenças de um solo com semeadura em nível e de um solo cultivado com plantio morro acima, morro abaixo. Eles explicaram, na prática, que a semeadura feita de forma transversal ao declive tem como vantagens reduzir a velocidade do escoamento superficial, reter e armazenar mais água no solo e reduzir perdas de água e de solo por erosão.

?Apostamos muito nessa metodologia que é o Dia de Campo, para passar informações e fazer essa aproximação entre técnicos e produtores e também entre os produtores?, disse o gerente regional da Emater/RS-Ascar de Passo Fundo, Oriberto Adami. Ele explica que esse Dia de Campo, e outros que estão acontecendo na região, faz parte de um planejamento regional que tem, como a conservação de solo e água, uma das prioridades, visando renda para a agricultura familiar. 

Para o casal anfitrião, Neida e Sérgio Tedesco, e o filho Dilmar, foi uma honra receber tantas pessoas na propriedade. Para Sérgio, a diversificação associada à Assistência Técnica é fundamental para o êxito da atividade. Além da atividade leiteira, eles têm aviário, grãos, pastagens e produção de subsistência, com galinha caipira, suínos, coelhos, horta e pomar.

Para o produtor do município de Ciríaco, Claudecir Toff, nesses eventos sempre se aprende muita coisa. ?Valeu a pena ter vindo?, disse. Da mesma opinião é o produtor Valdecir Tedesco. Segundo ele, ?se não vai a lugar algum, não se sabe nada?. 

Na avaliação da equipe municipal da Emater/RS-Ascar de Nova Alvorada, o evento foi importante para difundir conhecimento técnico aos agricultores do município e região. ?Quem participou do evento, certamente levou para casa diversas informações de caráter econômico, social e ambiental. A atividade leiteira é fundamental para a maioria das famílias atendidas pela Emater, por isto o grande esforço da equipe municipal e dos colegas de outros escritórios para trazer todas essas informações técnicas referentes ao tema?, finalizaram os extensionistas Romeu César Deon e Rafael Goulart Machado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink