Embarques de carne de frango crescem quase 14% nas cooperativas

Agronegócio

Embarques de carne de frango crescem quase 14% nas cooperativas

Puxadas exclusivamente pelos cortes, as exportações de carne de frango das cooperativas brasileiras aumentaram 13,75%
Por:
349 acessos

Puxadas exclusivamente pelos cortes, as exportações de carne de frango das cooperativas brasileiras aumentaram 13,75% nos 11 primeiros meses de 2016, gerando uma receita cambial que, por ora, está apenas meio por cento abaixo da registrada em idêntico período de 2015.

Tudo, repetindo, graças aos cortes, que no período somaram 622 mil toneladas – volume 16% superior ao dos mesmos 11 meses do ano passado. E embora o preço médio alcançado por esse item tenha retrocedido quase 11% no ano, a receita dele proveniente aumentou perto de 3%, alcançando valor – cerca de US$855,8 milhões – que mantém os cortes, isoladamente, como o principal produto exportado pelas cooperativas no decorrer de 2016.

Em conjunto, os quatro itens – cortes, carne salgada, industrializados e frango inteiro (este, apenas o quarto item da pauta avícola das cooperativas) – acumulam receita cambial que supera ligeiramente o bilhão de dólares, valor que se encontra aquém, somente, dos produtos do complexo soja (grão, farelo e óleo), cuja receita no período anda próxima de US$1,3 bilhão.

No acumulado do ano, as exportações de carne de frango geraram 21,78% da receita cambial das cooperativas, percentual 1,76% superior ao de idêntico período anterior. Já em relação às exportações totais de carne de frango, especificamente, corresponderam a 16,62% da receita cambial do setor, índice 5% superior ao dos mesmos 11 meses de 2015.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink