Embarques de carne de frango decepcionam, ficando bem aquém do projetado

Carne

Embarques de carne de frango decepcionam, ficando bem aquém do projetado

Não se concretizou a expectativa de atingir-se volume em torno das 325 mil toneladas
Por:
139 acessos

Não se concretizou a expectativa de atingir-se volume em torno das 325 mil toneladas – resultado projetado a partir dos dados acumulados nos primeiros 16 dias úteis do mês. Conforme a SECEX/MDIC, as exportações de carne de frango in natura de fevereiro passado ficaram resumidas a 289.756 toneladas, 35.500 toneladas (quase 11%) a menos que o esperado.

Como os embarques de janeiro foram ainda mais baixos, de 260.679 toneladas, o volume alcançado em fevereiro apresentou incremento superior a 11%. Mas a esperada superação em relação a fevereiro do ano passado (291.034 toneladas) não ocorreu: o total deste ano foi quase meio por cento menor.

De toda forma, o preço médio, que havia baixado em janeiro, voltou a subir. Em fevereiro tornou a se aproximar-se dos US$1.595,00/tonelada, aumentando 2% e 3% sobre, respectivamente, o mês anterior (US$1.563,14/t em janeiro último) e o mesmo mês do ano passado (US$1.548,02/t em fevereiro de 2018).

Embora de maneira moderada, esses ganhos se refletiram na receita cambial. Ela foi pouco superior a US$462 milhões, aumentando mais de 13% em relação a janeiro passado e quase 2,6% sobre fevereiro de 2018.

A despeito desses resultados, fica uma indagação: porque razão, depois de apontarem média de 16.263 toneladas diárias nos primeiros 16 dias úteis de fevereiro, os dados da SECEX/MDIC para os quatro últimos dias úteis do mês ficaram em apenas 7.388 toneladas/dia, 45% da média anterior? 

Porque – talvez seja a resposta – no fechamento do mês foram computados [para cálculo da média diária] os volumes de apenas dois dos quatro dias finais de fevereiro. Assim, os valores divulgados para a semana corresponderam, grosso modo, a 50% do volume efetivamente embarcado. E se isso corresponder à verdade, os embarques reais do mês foram maiores que os apontados. Não seria surpresa terem se aproximado das 325 mil toneladas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink