Embarques de milho por Mato Grosso estão 31% maiores

Agronegócio

Embarques de milho por Mato Grosso estão 31% maiores

Neste ano foram exportadas 1,86 milhão de toneladas
Por:
2870 acessos
O balanço do primeiro trimestre de 2011 revela que as exportações de milho aumentaram 31% em relação ao volume embarcado por Mato Grosso, em igual período do ano passado. Enquanto de janeiro a março de 2010 foram exportadas 1,42 milhão de toneladas, neste ano foram 1,86 milhão. Quando se compara a receita obtida nos períodos em análise, o incremento é ainda maior: 79%. Os negócios saltaram de US$ 255 milhões para US$ 457 milhões. Os números referentes à movimentação de abril ainda não estão disponibilizados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Aliás, é justamente o ganho internacional o responsável pela ampliação das vendas mato-grossenses. Como aponta o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a oferta apertada em nível mundial vem pressionando os preços em favor do produtor. E o ganho só não é maior em função da desvalorização do dólar frente ao real. A cotação da moeda norte-americana não atinge a casa dos R$ 1,60 há várias semanas.

Em duas regiões do Estado, uma localizada ao norte, Lucas do Rio Verde, e a outra ao sul, Rondonópolis, é possível observar a escalada dos preços no mercado disponível (pronta entrega). Em abril do ano passado a saca em Lucas do Rio Verde (360 quilômetros ao norte de Cuiabá) teve média de R$ 7 e no em abril de 2011, R$ 20. Em Rondonópolis (210 quilômetros ao sul de Cuiabá), a média para o mesmo período de comparação foi de R$ 9 para R$ 22. Em relação ao mercado internacional, o bushel do milho abriu o mês de maio cotado a US$ 3,56 e agora em 2011 abre maio a US$ 7,62. O bushel é um padrão de medida norte-americano, que no caso do milho, equivale a 25,40 quilos.

O maior destino do milho mato-grossense foi o Irã, que comprou 417 mil/t. A maior parte dos grãos se transforma em ração para produção de frango. O volume importado pelo Irã está 13% maior quando comparado à mesma temporada do ano passado. “É importante destacar que a Espanha é a segunda maior em volume despachado para o exterior, com 232 mil/t no ano de 2011. Em 2010, no mesmo período, não teve participação. O mesmo foi visto na Argélia. Holanda e Malásia exportaram, respectivamente, 172 mil/t e 164 mil/t neste ano. O milho mato-grossense teve outros vários destinos, os quais representaram a maior fatia dessa exportação, 730 mil/t”, observa o Imea, por meio do seu Boletim Semanal.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink