Embrapa apresenta cálculo nacional do custo do ovo
CI
Agronegócio

Embrapa apresenta cálculo nacional do custo do ovo

Será divulgado o custo de produção do ovo comercial de 11 Estados dentro de dois meses
Por: -Admin

A Embrapa Suínos e Aves, empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Mapa, ampliará a disponibilização de dados sobre custos de produção da avicultura. Além do custo de produção do frango de corte, a Unidade, em

parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, viabilizará a publicação do custo de produção do ovo comercial em 11 estados do país. A informação ficará disponível nas páginas eletrônicas da Conab (www.conab.gov.br, dentro da seção Indicadores Agropecuários) e da Embrapa Suínos e Aves (www.cnpsa.embrapa.br).

De acordo com o pesquisador e economista Ademir Girotto, da Embrapa Suínos e Aves, que desenvolveu o modelo do cálculo do custo de produção do ovo comercial, os dados serão publicados dentro de dois meses.

Girotto explica que definir a metodologia do custo de produção não foi fácil. Já que é preciso levar em consideração o período que a galinha não está na fase de postura, da primeira à 17ª semana, e outras peculiaridades da produção de ovos. “Foi preciso muita reflexão para encontrar um cálculo que pudesse ser usado em todo o Brasil” diz.

Segundo ele, os produtores e outros segmentos da cadeia, as informações sobre o custo de produção serão preciosas. "Poucos produtores no país têm noção exata de quanto custa produzir o ovo” afirma.

Os estados que terão o custo de produção do ovo comercial pesquisado são Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Espírito Santo, Pernambuco, Ceará, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Girotto explica que a lista abrange os principais produtores de ovos do Brasil, que terão os dados recolhidos por técnicos ligados às superintendências estaduais da Conab. O modelo de cálculo de custo de produção relacionará custos fixos e variáveis, como a depreciação das instalações, remuneração sobre o capital de giro, energia elétrica, água e mão-de-obra do produtor. "Será levado em consideração desde a compra da galinha até a colocação do ovo dentro da caixa", explica Girotto.

O pesquisador lembra que não entrará no cálculo o gasto com comercialização, já que são muito diferentes entre os estados. As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink