Embrapa e Universidade de Massachusetts assinam cooperação técnica
CI
Agronegócio

Embrapa e Universidade de Massachusetts assinam cooperação técnica

O objetivo é desenvolver atividades de pesquisa para aumentar a presença, nos Estados Unidos, de produtos agrícolas tropicais
Por:
A Embrapa assinou este mês um acordo de cooperação com a universidade norte-americana de Massachusetts. O objetivo é desenvolver atividades de pesquisa para aumentar a presença, nos Estados Unidos, de produtos agrícolas tropicais, procurados por brasileiros e hispânicos que vivem naquele país. A Embrapa Agroindústria Tropical terá um papel de destaque nessa parceria, uma vez que pesquisadores e ex-bolsistas da Unidade já desenvolvem ações com a universidade americana, como visto na edição mais recente da Revista Agroindústria Tropical.

A comitiva que esteve na Sede da Empresa, em Brasília (DF), contou com a presença do governador de Massachusetts, Deval Patrick, e do reitor da Universidade de Massachusetts, Robert Caret. O chefe-geral da Unidade, Vitor Hugo de Oliveira, também esteve presente à solenidade de assinatura do documento. Os norte-americanos enxergam como oportunidade de negócio para os dois países a demanda por produtos regionais, como quiabo, taioba e jiló, para citar alguns exemplos.

Um dos aspectos que dificultam a presença desses produtos nos Estados Unidos é o tempo de prateleira. Hortaliças ou frutas que aqui no Brasil são vendidas logo após a colheita, precisam ser preparadas para chegar em boas condições nos pontos de venda norte-americanos. “Para resolver esse problema é preciso pesquisa”, resume Victor Hugo de Oliveira. A Unidade já participa de projetos em parceria com a Universidade de Massachusetts. As primeiras ações terão foco na identificação dos produtos com potencial de mercado, para que em um segundo momento sejam pensadas inovações tecnológicas que viabilizem sua comercialização.

O acordo assinado é um Memorando de Entendimento, um documento básico que permite acordos de cooperação científica, como intercâmbios de pesquisadores e ofertas de bolsas de pós-graduação. Para o diretor-presidente da Embrapa, Pedro Arraes, a presença de autoridades do alto escalão norte-americano mostra a importância do acordo, que cria uma série de oportunidades de pesquisa para a Embrapa e de negócio para produtores e para agroindústrias.

Segundo o chefe-geral da Unidade, Vitor Hugo de Oliveira, o memorando é “uma excelente oportunidade para a Embrapa Agroindústria Tropical estender suas ações de P&D e TT na área internacional, principalmente no que se refere a agregação de valor a produtos étnicos, com todos os desdobramentos que uma parceria desse porte proporciona para as instituições envolvidas”.

Conforme o pesquisador da Embrapa Agroindústria Tropical, Ebenezer de Oliveira, uma alternativa para ampliar as exportações brasileiras seria identificar e promover os produtos hortícolas (hortaliças, frutas, raízes e tubérculos) populares entre os imigrantes brasileiros, especialmente os que lembram a nossa cultura alimentar.
(com reportagem de Daniel Medeiros)

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.