Embrapa lança cultivar de lima ácida ‘BRS Passos’

Agronegócio

Embrapa lança cultivar de lima ácida ‘BRS Passos’

A elevada produtividade é uma das suas vantagens
Por:
1851 acessos
A Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA) e a Embrapa Cerrados (Planaltina, DF), Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lançam no dia 5 de dezembro, na Embrapa Sede (Brasília, DF), a limeira ácida 'BRS Passos', uma alternativa para o Centro-Oeste brasileiro na entressafra que atende ao mercado de fruta in natura.


Os pesquisadores responsáveis pelo trabalho são: Orlando Sampaio Passos e Walter dos Santos Soares Filho, da Embrapa Mandioca e Fruticultura, e Nilton Tadeu Vilela Junqueira, Fábio Gelape Faleiro, Marcelo Fideles Braga e Lívia Pereira Junqueira, da Embrapa Cerrados.

A limeira ácida 'BRS Passos', Citrus latifolia (Yu. Tanaka) Tanaka, é uma seleção do clone de lima ácida da Embrapa Mandioca e Fruticultura denominada “Clone 1”, obtido na década de 1970 por meio de sementes. Seu nome foi dado pela equipe em homenagem ao melhorista Orlando Passos, que tem mais de 40 anos prestados à citricultura. “Mas há que se reconhecer a iniciativa do saudoso pesquisador Dalmo Giacometti, responsável por nominar como ‘Coleção Orlando Passos’ a quadra da Embrapa Cerrados com variedades introduzidas da Embrapa Mandioca e Fruticultura, e o trabalho do colega Nilton Junqueira, que tem o mérito de ter resgatado esse clone, entre outros materiais genéticos, após a quadra ter sido erradicada”, afirma Passos.


Vantagens
Segundo ele, as principais vantagens competitivas da variedade são “a elevada produtividade (acima de 60 t/ha – mais de três vezes a média nacional), a resposta à indução de florescimento por manejo da adubação permitindo a produção na entressafra (segundo semestre), o maior tempo de prateleira e a menor taxa de abortamento floral”. Quando cultivada no Distrito Federal e entorno, a ‘BRS Passos’ responde muito bem à indução floral, com fertilização à base de sulfato de amônio e cloreto de potássio. “Nessas regiões, as induções de floradas devem ser feitas na primeira semana de fevereiro ou março, segunda de abril ou primeira quinzena de maio, sempre nos períodos de estiagem”, explica.

Em 2010, a lima ácida 'Tahiti' representou 97,5% da quantidade total de limas e limões comercializada na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo – Ceagesp. O principal destino da produção nacional de lima ácida é o mercado interno (89%), seguido pelo processamento (7%) e a exportação de frutas in natura (4%). Na região Centro-Oeste, a produção de lima ácida está voltada para o consumo in natura, com preços pagos ao produtor que variam de R$ 4,24 na safra (janeiro a maio) a R$ 30,00 a caixa na entressafra (julho a novembro).


A 'BRS Passos' é uma cultivar de domínio público, sendo que material propagativo para viveiristas constituírem borbulheiras pode ser obtido na Embrapa Produtos e Mercado pelo telefone (61) 3448-4248 ou e-mail enbsb.snt@embrapa.br

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink