Embrapa Meio-Norte estuda a viabilidade das espécies exóticas
CI
Agronegócio

Embrapa Meio-Norte estuda a viabilidade das espécies exóticas

Na primeira fase, este ano, foram plantados lichia, rambotã, pupunha, cravo-da-índia, figo e caqui
Por: -Janice
Projeto da Embrapa Meio-Norte busca a geração de renda, emprego e diversificação da oferta de mais produtos no semi-árido, com a introdução de espécies exóticas, a maioria frutífera.

Na primeira fase, este ano, foram plantados lichia, rambotã, pupunha, cravo-da-índia, figo e caqui. Para 2009, estão previstos a introdução de tâmara, oliveira, mangostão e pimenta-do-reino. O projeto estudará a viabilidade agronômica e econômica dessas espécies, com foco na qualidade do produto, preservação do meio ambiente, além dos aspectos sociais da exploração agrícola.

Coordenados pelo pesquisador Carlos Antônio Ferreira de Sousa, os estudos estão sendo conduzidos nos municípios de São João do Piauí e Alvorada do Gurguéia, no sul do Piauí. A primeira área é encravada no semi-árido, a segunda é uma faixa de transição entre o semi-árido e os cerrados. Nos dois experimentos, o desenvolvimento inicial das plantas é considerado positivo, especialmente a lichia e o figo.

O projeto, que começou este ano e vai até 2011, tem um orçamento de R$ 109 mil, recursos do Banco do Nordeste. Nesse período, serão estudadas também na mesma linha pesquisa as fruteiras tâmara, oliveira, mangostão e pimenta-do-reino. As metas prevêem, pelo menos, a disponibilização de duas espécies em condições de atender aos mercados interno e externo; a capacitação de 200 agentes da cadeia produtiva; e a descrição, em documento, das características observadas, incluindo ciclo e produção.
 
Nessa pesquisa, a Embrapa Meio-Norte trabalha em parceira com a Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba), Secretaria de Desenvolvimento Rural do Piauí, DNOCS (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) e Universidade Federal do Piauí. As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Meio-Norte.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.