Embrapa Milho e Sorgo apresentou novas tecnologias

Agronegócio

Embrapa Milho e Sorgo apresentou novas tecnologias

Cerca de 600 pessoas participaram nesta sexta-feira da 3ª Vitrine de Tecnologias para o Milho
Por:
1 acessos

Cerca de 600 pessoas participaram da 3ª Vitrine de Tecnologias para a cultura do milho na região centro de Minas Gerais realizada nesta sexta-feira (06-05), na Embrapa Milho e Sorgo de Sete Lagoas (MG). O evento, promovido em parceria com a Emater/MG, reuniu tecnologias para se obter uma produção eficiente de milho, trabalhos que compõem um projeto para aumentar a produção e a produtividade da cultura na região central mineira. Aliada aos resultados de pesquisa apresentados pela Embrapa, a iniciativa privada apresentou cultivares de milho, defensivos e máquinas agrícolas e agricultura de precisão. "A Embrapa apresenta opções relacionadas ao uso de tecnologia para todos os segmentos de produtores", explica o coordenador do evento, o pesquisador Márcio Antônio Monteiro, da área de Negócios Tecnológicos.

A parceria entre pesquisa, desenvolvimento e transferência de tecnologias foi o principal aspecto abordado pelo chefe geral da Unidade, pesquisador Ivan Cruz, durante a abertura. "Nosso objetivo é revelar técnicas que possam aumentar a renda do produtor e o que temos feito em prol da agricultura brasileira. Para isso precisamos dos parceiros para que tais tecnologias sejam repassadas. Daí a importância do fortalecimento desse elo existente entre conhecimento, extensão e iniciativa privada", disse. O deputado estadual Ronaldo João (PDT-MG) reforçou tal ponto de vista. "Um evento como esse vem mostrar as melhores técnicas disponíveis para a produção de milho em nossa região", completou.

Segundo o gerente regional da Emater/MG a meta é atingir formadores de opinião com as tecnologias. "Este público age como multiplicador do conhecimento, oferecendo motivação ao restante dos produtores", destaca. Segundo o gerente, um dos diferenciais do evento é a vasta gama de produtos, atendendo a todos os segmentos de produtores. Um dos resultados de pesquisa com potencial para atender a pequenos e médios agricultores, na visão do presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais de Sete Lagoas (Coopersete), Délio Diniz Lima, é o sistema integração lavoura – pecuária, uma das tecnologias da Embrapa Milho e Sorgo para incremento de carne e grãos, baixando os custos de produção e otimizando a fertilidade do solo.

A adubação orgânica, tema de uma das estações, também despertou atenção entre os participantes. Parcelas de híbridos de milho adubadas com dejetos de aves, suínos e bovinos foram apresentadas. O pesquisador Egídio Arno Konzen, da área de Sustentabilidade Agrícola da Embrapa Milho e Sorgo, revelou os diferenciais da adubação orgânica e as possibilidades de se aproveitar o potencial produtivo da propriedade. "Conseguimos equilibrar os nutrientes necessários para o desenvolvimento da planta utilizando apenas a adubação orgânica", explica, se referindo à utilização de dejetos de suínos e de aves no plantio de um híbrido de milho da Embrapa.

- Outras informações sobre as tecnologias apresentadas podem ser obtidas junto à assessoria de comunicação social da Embrapa Milho e Sorgo pelos telefones (31) 3779-1059 ou 3779-1172.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink