Embrapa oferece aos produtores sementes de milheto


Agronegócio

Embrapa oferece aos produtores sementes de milheto

Cultura serve como alternativa para cobertura de solo, controle de nematóides, forragem e ração
Por:
1578 acessos
Cultura serve como alternativa para cobertura de solo, controle de nematóides, forragem e ração animal

Produtores de grande parte do país já estão iniciando este mês o plantio da safrinha. O milheto é uma forrageira de clima tropical muito utilizada nesse período que, além de ser útil na rotação de culturas, possui boa qualidade nutricional quando usada como ração para aves, suínos e ruminantes. A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disponibiliza no mercado sementes da cultivar de milheto BRS 1501 com ótimas características agronômicas.


O milheto é uma planta que se adapta bem a vários tipos de solos, tendo boa persistência em solo de baixa fertilidade e déficit hídrico. As principais características agronômicas da cultura (Pennisetum glaucum) são: baixa exigência hídrica, apresentando vantagem no gasto com água em relação ao milho e ao sorgo; seu cultivo demanda a aplicação de poucos insumos, o que pode reduzir o custo de produção; alta capacidade de ciclagem de nutrientes; crescimento rápido e elevada produção de biomassa, uma vantagem na região tropical, onde se tem muita dificuldade de obter palhada para o plantio direto.

Além dessas características, o milheto é importante para a recuperação de pastagem e para a produção de silagem. Tem facilidade de produção de sementes e de mecanização para semeadura. Apresenta ainda resistência às principais pragas, reduzindo a população de nematóides como o Meloidogyne incógnita e javanica, Pratylenchus brachyurus e Rotylenchulus reniformis, e bom aproveitamento para pecuária, já que é um ótimo complemento aos capins que apresentam baixos teores de carboidrato e proteína.


A cultivar BRS 1501, da Embrapa, possui ciclo de florescimento de 50 dias, maturação fisiológica de 80 dias, ótima capacidade de perfilhamento e potencial produtivo de grãos de 2,5 toneladas por hectare. Essa cultivar tem ainda altura média das plantas de 180 cm e grãos semiduros com 12% de teor de proteína.

Segundo o Gerente do Escritório de Negócios de Dourados, Huberto Noroeste dos Santos Paschoalick, a cultivar é resultado do programa de melhoramento do milheto desenvolvido pela Embrapa Milho e Sorgo e conquistou os produtores brasileiros pela sua adaptação aos solos ácidos e de baixa fertilidade e pela capacidade de extração de nutrientes do solo com um sistema radicular profundo e abundante, promovendo a ciclagem de nutrientes para a camada mais superficial.


“Este, talvez, seja o principal motivo para a ampla adoção do milheto nas regiões do Cerrado, onde ocupa cerca de quatro milhões de hectares e ajudou a consolidar o sistema de plantio direto”, finaliza.

INFORMAÇÕES SOBRE AQUISIÇÃO DE SEMENTES DA BRS 1501
Escritório de Negócios da Embrapa Transferência de Tecnologia em Dourados
Rodovia Dourados - Caarapó, Km 6 – Caixa Postal 661
CEP – 79804-970 – Dourados, MS
Telefone: (67) 3425-5165; Fax: (67) 3425-0811
E-mail: endou.snt@embrapa.br

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink