Embrapa Pecuária Sul promove seminário sobre briquetes de casca de arroz

Agronegócio

Embrapa Pecuária Sul promove seminário sobre briquetes de casca de arroz

O pesquisador José Dílcio Rocha, da Embrapa Agroenergia, vai falar sobre a briquetagem de casca de arroz
Por:
3593 acessos
A Embrapa Pecuária Sul, em parceria com a Embrapa Agroenergia (Brasília/DF), promove nesta quinta-feira (28-10), a partir das 8h em Bagé (RS) o Seminário “Briquetes de casca de arroz: uma opção para agregar valor à cadeia produtiva do arroz". O pesquisador José Dílcio Rocha, da Embrapa Agroenergia, vai falar sobre a briquetagem de casca de arroz, processo que tem se mostrado como alternativa viável para esse subproduto da produção orizícola.

A briquetagem é a transformação de resíduos ou subprodutos agrícolas (como a casca de arroz, bagaço e palha de cana-de-açúcar, bagaço de laranja), florestais ou industriais em briquetes para queima em fornos, caldeiras e outros equipamentos, em substituição à lenha ou carvão vegetal ou mineral. A característica principal dos briquetes é o volume menor que o dos resíduos originais, mas com o mesmo poder calorífico, o que favorece o manuseio e barateia o transporte.

Numa briquetadeira convencional, os resíduos são colocados em um compartimento chamado silo de armazenagem. Em seguida, o material é conduzido para a caixa extrusora, que retira a umidade, e depois para a matriz aquecida. A matriz dá a forma e o tamanho do briquete que será usado como lenha. Os briquetes são produzidos sem adição de produtos químicos ou adesivos.

O produto pode ser vendido para as indústrias que utilizam caldeiras, assim como para padarias, restaurantes e lareiras. Substitui a lenha por completo, sem a necessidade de qualquer modificação nos equipamentos, inclusive os novos fornos a lenha, trazendo assim economia, comodidade, rentabilidade e a garantia no fornecimento. “Esse aproveitamento ajuda na renda do pequeno produtor, além de evitar que o material seja queimado a céu aberto, causando danos ao meio ambiente”, enfatiza José Dílcio.

Segundo o analista da Embrapa Pecuária Sul, Marcelo Pilon, coordenador do seminário, o evento vai mostrar os aspectos ambiental, econômico e energético da destinação da casca de arroz. À exceção das empresas produtoras de arroz parboilizado, que conseguem aproveitar a casca para a geração de energia para o próprio sistema de produção, os demais cerealistas descartam o material por não encontrarem uma destinação rentável.

De acordo com o Instituto Rio Grandense do Arroz (IRGA), o Rio Grande do Sul é responsável por 63% da produção nacional do cereal. Na última safra, o Estado colheu 6,8 milhões de toneladas do grão. Como a casca representa 20% do peso do arroz, significa que 1,36 milhão de toneladas do subproduto foram geradas pelas lavouras gaúchas.

“Vamos mostrar uma forma alternativa de utilização desse material capaz de agregar valor. O briquete de casca de arroz tem o dobro do poder calorífico da lenha de eucalipto, que é a principal fonte de energia para as fornalhas das empresas de nossa região”, diz Pilon, citando fábricas de cimento, de fertilizantes, olarias e frigoríficos.

Seminário “Briquetes de casca de arroz: uma opção para agregar valor à cadeia produtiva do arroz"
Local: Embrapa Pecuária Sul
Data: 28/10/2010

Programação

8h10 - Abertura
8h15 - Cenário do uso da casca de arroz na região - Marcelo Pilon (analista da Embrapa Pecuária Sul)
9h - Cadeia produtiva dos briquetes de casca de arroz - José Dílcio Rocha (pesquisador da Embrapa Agroenergia)
9h45 - Principais gargalos, desafios e investimentos - José Dílcio Rocha
10h30 – Intervalo
10h45 - Estudo de Viabilidade Técnica Econômica - José Dílcio Rocha
11h30 - Plano de Negócios - José Dílcio Rocha
14h - Visita a fábrica de briquetes de casca de arroz em Dom Pedrito (RS)
17h - Encerramento
 
As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Pecuária Sul. 
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink