Embrapa promove encontro sobre Produção Integrada de Tomate

Agronegócio

Embrapa promove encontro sobre Produção Integrada de Tomate

PITI aumenta lucro de produtores e garante produtos saudáveis
Por:
1 acessos

Diversos segmentos da cadeia produtiva do tomate para processamento industrial estarão reunidos em Goiânia, nos dias 16 e 17 de março, para o lançamento do programa de Produção Integrada de Tomate Indústria (PITI). O projeto, coordenado pela Embrapa Hortaliças (Brasília-DF), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento pretende lançar as bases técnicas necessárias à implantação desse sistema nos estados de Goiás e Minas Gerais.

Para isso, estão juntas nesse projeto a Embrapa, as indústrias de processamento de tomate, as universidades Federal de Goiás e de Brasília, a AGÊNCIARURAL, a AGRODEFESA, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e as secretarias de Agricultura de Goiás e de Minas Gerais, produtores e consumidores.

O lançamento do programa PITI será marcado com a realização do primeiro Curso sobre Produção Integrada de Tomate Indústria, que contará com a participação de pesquisadores, técnicos, representantes do governo, professores, empresários e produtores. Durante o evento, serão instalados o Conselho Consultivo e o Comitê Gestor do Projeto.

O sistema PITI tem como metas viabilizar a organização da cadeia produtiva de tomate para processamento e, em conseqüência, permitir que se obtenha uma produção final diferenciada, de maior qualidade e valor agregado, apta a preencher um nicho no mercado nacional e também em mercados internacionais, onde a rastreabilidade do produto é um requerimento para a comercialização. Com isso, garante-se ao produtor uma atividade econômica e ambientalmente mais viável e aos consumidores um produto mais saudável. A certificação vai incluir tecnologias nas áreas de fitopatologia, entomologia, plantas daninhas, melhoramento genético, nutrição, solos, irrigação e pós-colheita.

O curso que será realizado em Goiânia contará com a participação de 40 convidados provenientes de diversos setores da cadeia produtiva. Eles receberão informações técnicas sobre as exigências do sistema de Produção Integrada e sobre a situação e as perspectivas desse sistema no Brasil. Os participantes ainda vão conhecer o exemplo do programa de Produção Integrada de Maçã, o primeiro a ser implantado no País e que já dispõe de um selo de qualidade.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink