Embrapa quer melhorar padrão genético de ovinos

Agronegócio

Embrapa quer melhorar padrão genético de ovinos

Uma das estratégias do projeto foi a aquisição de 80 reprodutores elites da raça Santa Inês
Por: -Redação
1 acessos

A Embrapa está desenvolvendo projeto para contribuir com a melhoria dos sistemas de criação de ovinos em Roraima, por meio da geração e adaptação de tecnologias. Uma das estratégias do projeto foi a aquisição de 80 reprodutores elites da raça Santa Inês para serem repassados, em regime de comodato, para produtores da região a fim de melhorar o padrão genético dos ovinos em Roraima.

Os animais serão distribuídos em 40 propriedades, onde ficarão por quatro meses para reprodução. Esse processo vai se repetir por mais duas etapas com outros grupos de propriedades, como forma de disseminar o padrão genético desses novos ovinos.

A ação faz parte do projeto, “Validação e Transferência de Tecnologia para a Ovinocultura”, desenvolvido pela Embrapa Roraima, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, em Boa Vista-RR. Informações sobre o projeto serão apresentadas no sábado, 16, no Dia de Campo sobre criação de ovinos, das 8h às 12h, no campo experimental da Embrapa, no Km 30 da rodovia BR 174 (em direção a Manaus). Como parte da programação da XXXV Exposição e Feira Agropecuária de Roraima (Expoferr), o evento é direcionado a pecuaristas, agricultores, estudantes, técnicos extensionistas e demais interessados no assunto.

De acordo com o pesquisador da Embrapa Roraima, Ramayana Braga, coordenador do projeto, um dos pontos críticos na exploração da ovinocultura local está relacionado ao baixo padrão genético dos animais utilizados e o uso de pastagem, seja a nativa ou a cultivada, de baixo valor nutricional.

Segundo o pesquisador, a população de ovinos em Roraima é de aproximadamente 35 mil animais criados principalmente de forma extensiva em pequenas e médias propriedades. Essas criações são compostas de animais de baixo valor comercial por apresentarem baixo peso e pouco aproveitamento de carne. As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink