Embrapa realiza Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação

Agronegócio

Embrapa realiza Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação

Espaço foi dedicado à apresentação de trabalhos e projetos realizados no âmbito da Unidade
Por:
1558 acessos
Espaço foi dedicado à apresentação de trabalhos e projetos realizados no âmbito da Unidade

Durante três dias, de 16 a 18 de novembro, estudantes de Ensino Médio, graduação e pós-graduação, bem como empregados da Instituição estiveram reunidos no auditório da Sede da Embrapa, participando do III Encontro de Iniciação Científica e Pós-Graduação da Unidade. Nesses dias de atividades, os participantes puderam refletir sobre seus papéis como estagiários ou bolsistas, bem como, como futuros profissionais do mercado de trabalho. Na ocasião, os participantes também conheceram os resultados de diversas pesquisas realizadas na Unidade, através de apresentações orais de pôsteres, durante o período de estágio.

De acordo com o coordenador do Encontro e pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Leonardo Dutra, cerca de 200 pessoas participaram das atividades através das apresentações dos 116 trabalhos inscritos no evento, além de painéis e palestras voltadas ao público acadêmico. Dutra ressaltou também a receptividade dos temas apresentados por parte dos participantes do evento, visto sua importância para o dia-a-dia profissional ou estudantil dos presentes ao Encontro. “Os assuntos apresentados nestes três dias de atividades retratam as experiências vividas pelos profissionais e acadêmicos em sua rotina de trabalhos e estudos. Este é apenas um dos fatores que revelam a importância da realização de eventos que contribuam para a formação do futuro pesquisador”, disse.

Com o mote “Carreira, ética e inovação: o que você está fazendo?”, o Encontro contou ainda com um debate mediado pelo chefe-administrativo da Unidade, José Vianna Filho, que discorreu sobre a Lei de Estágios vigente atualmente no Brasil. Em sua apresentação o professor da Faculdade de Agronomia da UFPel, José Carlos Fachinello, a importância da Iniciação Científica na formação do futuro pesquisador, fato que, segundo o professor, acrescentará não só em sua vida profissional como também pessoal.

Durante o evento também ocorreram painéis onde estiveram presentes representantes das principais instituições de ensino de Pelotas. Dentre as autoridades estavam o Diretor do Departamento de Pesquisa da UFPel, Orlando Antonio Lucca Filho, representando a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFPEL, o Coordenadora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação do IFSUL, Giane Barwald Bohm e a Coordenadora do Ensino a Distância das Faculdades Anhanguera, Betânia Damati, o professor da UCPel, Jean Pierre Osses, a coordenadora de Pós-Graduação da Faculdade de Tecnologia SENAC Pelotas/FATEC, Maristela Schein Kellermann. Com o resultado obtido das discussões entre estas instituições houve um encaminhamento para a organização da Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pelotas, que está prevista para o próximo ano.

Segundo o Chefe-Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Clima Temperado, Clênio Nailto Pillon, durante as palestras ministradas surgiram inúmeros desafios institucionais, que contribuem para o aperfeiçoamento não só das instituições participantes como também para a conexão das instituições acadêmicas com a sociedade em geral. No mesmo sentido, o Chefe da Área de Comunicação e Negócios da Unidade, João Carlos Costa, salientou que o encontro possibilita um intercâmbio de conhecimentos entre todos os envolvidos na área acadêmica, fortalecendo o elo de ligação entre os responsáveis pelo aprimoramento do Ensino Superior na região Sul do estado.

Por sua vez, a psicóloga Aline Crochemore Hillal Leal palestrou sobre o planejamento da carreira profissional, frisando que a satisfação proveniente do trabalho precisa exceder os limites da recompensa financeira para que gere saude e qualidade de vida. Aline também salientou a necessidade de um planejamento inicial de sua carreira enfocando uma reflexão individual sobre valores, caracteristicas pessoais, aptidões, traços de personalidade, pontos fracos e fortes e prioridades inerentes a cada indivíduo. “Para crescermos tanto pessoalmente como profissionalmente precisamos refletir sobre onde nós esperamos estar daqui a dez anos, mas sem esquecermos de que uma longa jornada começa com o primeiro passo”, disse.

Último palestrante do evento, o professor da Ulbra, Edmundo Kanan Marques discorreu sobre a Bioética aplicada nas pesquisas, aspecto de suma importância para o desenvolvimento seguro de trabalhos de pesquisas nos mais variadas áreas e linhas de atuação.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Clima Temperado.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink