Embrapa ressalta que etanol dos EUA é mais caro
CI
Agronegócio

Embrapa ressalta que etanol dos EUA é mais caro

Além disso, a cana produz duas a três vezes mais litros de etanol por ha que o milho
Por:

O poder de competição da cana-de-açúcar frente ao milho na produção de etanol não se restringe ao preço, segundo o chefe em agroenergia da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Frederico Durães. Nessa área, já há grande vantagem, segundo ele, já que o litro de etanol norte-americano custa, aproximadamente 50% a mais do que o feito da cana-de-açúcar.

Além disso, a cana produz duas a três vezes mais litros de etanol por hectare que o milho. A conversão do produto agrícola em combustível também é mais fácil no caso da cana, segundo Durães. "Porque a da cana vem a sacarose normalmente, mas, no caso do milho, o amido precisa de tratamento especial de pré-cozimento", afirma.

Por esses motivos, Durães considera que os Estados Unidos vão precisar importar combustível caso queiram atingir a meta, definida pela Casa Branca, de substituir 20% de seus combustível pelo etanol. "Os norte-americanos precisariam firmar acordos internacionais de médio e longo prazo para que oferta e procura ocorram de forma harmônica, que não possa ocasionar nenhum desarranjo em áreas de outros territórios".

"No caso do Brasil, estamos dispostos a contribuir nesse esforço mundial de renovação da matriz energética, mas precisamos zelar para o planejamento obedecendo às nossas necessidades de agricultura de alimento e também ambientais”, argumentou Durães.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink