Empresa quer lançar 15 variedades de soja por ano
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
META

Empresa quer lançar 15 variedades de soja por ano

Nos últimos dois anos foram oito cultivares, inclusive com biotecnologia
Por: -Eliza Maliszewski

A Syngenta trabalha para ser a melhor do segmento de sementes até 2028 no Brasil e no Paraguai. Para isso investe pesado. Dos US$ 80 milhões de investimentos previstos até 2023, foram aplicados US$ 67 milhões em segurança de produtos e pesquisa e desenvolvimento para a área. "Foram US$ 35 milhões em segurança de produtos e outros US$ 32 milhões em pesquisa e desenvolvimento", apontou o Líder do Negócio de Sementes da Syngenta para Brasil e Paraguai, André Franco. Esse investimento está focado nos Centros de Pesquisa em Cascavel (PR), Uberlândia (MG), Sorriso (MT) e Lucas do Rio Verde (MT), onde são desenvolvidas novas variedades de soja e híbridos de milho mais produtivos.

No Brasil, a marca atua desde a pesquisa até a comercialização de sementes de milho e soja. Como forma de impulsionar esta meta um encontro online reuniu 400 multiplicadores dos dois países. Entre os assuntos tratados estão as novidades do segmento, expectativa de mercado de sementes, tecnologias, programa de relacionamento e soluções financeiras para multiplicadores por meio das marcas Nidera e Syngenta.

Nos últimos dois anos foram oito cultivares, inclusive com biotecnologia como a maior resistência a daninhas. A meta é introduzir 15 novas variedades de soja por ano. “Queremos competitividade superior, que agreguem ao agricultor e ao multiplicador”, disse Marcio Klieman, Gerente de Desenvolvimento de Produtos. Atualmente são 630 mil pontos de coleta de informação, distribuídos pelas principais regiões brasileiras.

O encontro ainda destacou uma solução financeira lançada há um ano para financiamento com prazos de acordo com a safra. O chamado Finpack é um fundo não bancário no qual não incidem cobranças de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e outras taxas comuns no mercado. “O financiamento pode ser realizado em moeda local e inclui pacotes de crédito para a aquisição de diversos insumos, como sementes, defensivos e fertilizantes", destacou Fernando Monaro, Gerente de Soluções Financeiras. 

*com informações da assessoria de imprensa
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink