Encontro discute Plano Estratégico para exportação do milho produzido no Brasil
CI
Agronegócio

Encontro discute Plano Estratégico para exportação do milho produzido no Brasil

Ex-ministro, secretários de Estado e outras autoridades participaram do evento em Salvador
Por:
Ex-ministro, secretários de Estado e outras autoridades participaram do evento em Salvador
A elaboração de um Plano Estratégico para fortalecer e expandir a produção de milho no Brasil, transformando o país em um grande player internacional na exportação do produto. Esse foi o objetivo principal do encontro realizado pela Abramilho - Associação Brasileira de Produtores de Milho, na Sede do Sistema FAEB / SENAR, em Salvador, nesta quinta-feira, 27. O Plano, que já está sendo elaborado, conta com a parceria do Governo Federal, produtores e a iniciativa privada.

O presidente executivo da Abramilho, Alysson Paulinelli, ressaltou que o milho precisa deixar de ser uma lavoura caudatária e assumir um papel principal. “O Brasil é um grande produtor. Temos alta produtividade e qualidade, e produzimos a um preço competitivo”. Segundo Paolinelli, esse é o momento ideal para que o país assuma o papel de líder na produção do grão, já que os Estados Unidos, maiores produtores do milho, passam por uma seca devastadora. “Temos limitações. A logística é uma delas, por exemplo. Por isso que esse encontro é fundamental. Precisamos saber o que deve ser feito para que o Brasil não perca essa chance de se tornar um dos maiores exportadores de milho do planeta”.

O Plano Estratégico está sendo elaborado pela Abramilho em parceria com a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e a Fundação Dom Cabral. “Salvador é a quinta cidade brasileira em que acontece essa reunião para discutirmos o Plano. A cada encontro, procuramos colher as sugestões e demandas de cada região. E aqui na Bahia, não foi diferente. Buscamos dos produtores de milho, dos representantes dos governos local e nacional, e da iniciativa privada o que pode ser feito para melhorar, ainda mais, a competitividade e a expansão da produção do milho no país”, explicou Michel Abras, da Fundação Dom Cabral.

A proposta visa desenvolver um programa de médio e longo prazo, que possa consolidar o Brasil como um grande produtor de milho, tanto para abastecimento interno como externo. “A população do mundo está crescendo, e nosso país precisa se preparar para assumir esse papel de abastecedor de milho, que será fundamental em um futuro muito próximo”, ressaltou Antônio Álvaro, da EMBRAPA.

O coordenador geral de Cereais/Culturas Anuais do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), José Maria dos Anjos, enfatizou ainda que “esse trabalho que está sendo feito pelo setor privado será enviado ao governo federal, assim que obtiverem um resultado final dessas reuniões. A partir daí, o Governo fará uma avaliação das iniciativas que serão tomadas para levar benefícios para os produtores e, consequentemente, para o país”, finalizou.
 
O presidente do Sistema FAEB / SENAR e vice-presidente da CNA Brasil, João Martins, ressaltou que todas as parcerias com Governo, produtores, inciativa privada, associações, etc., são fundamentais para o crescimento do setor agropecuário brasileiro. “Todos têm a ganhar com iniciativas como essas, que buscam tornar o país mais competitivo e fortalece a produção brasileira”.

Participaram do evento o ex-ministro da Agricultura, Alysson Paulinelli, presidente executivo da Abramilho; o Secretário de Agricultura da Bahia, Eduardo Salles; o Secretário de Portos da Bahia, Carlos Costa; o representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Maria dos Anjos; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Ceará, Flávio Saboya; a superintendente da Conab, Rose Pondé, dentre outras autoridades. (Assessoria de Comunicação do Sistema FAEB/SENAR)

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink