Entenda a discussão sobre o uso do Paraquate
CI
Imagem: Nadia Borges
IMPACTO

Entenda a discussão sobre o uso do Paraquate

Segundo a Lei de Agrotóxicos, quem utilizar ou vender o herbicida poderá ser multado
Por: -Aline Merladete

Segundo a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC 177) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a partir da última terça (22), ficou proibido a comercialização e aplicação do defensivo agrícola em todo o território nacional. A decisão de banimento foi tomada pela agência em 2017. À época, a Anvisa deu 3 anos para que ele fosse retirado do mercado, sob a justificativa do uso do produto pode estar associado à doença de Parkinson. 

Com isso, a indústria e as revendas deverão recolher todo o estoque do produto em 30 dias. Segundo a Lei de Agrotóxicos, quem utilizar ou vender o herbicida poderá ser multado.

Possíveis impactos

O principal impacto relacionado à proibição está no aumento de custo de produção agrícola, visto que os produtos substitutos, como o glufosinato de amônio e o diquate, são patenteados e com preços mais
elevados em comparação ao paraquate. E mesmo com diferentes tecnologias, esses produtos possuem a dosagem por hectare semelhante ao herbicida proibido (entre 1,5 a 2,5l/ha). 

Por exemplo, se substituirmos o paraquate pelo glufosinato, o aumento de custos agrícolas da soja seria da ordem de 4,2%, assumindo que o primeiro custa R$ 21,7/L e o segundo R$ 74,4/L, ambos usando a dosagem de 2L/ha.

Sob a ótica de curto prazo, além do aumento de custos por hectare, o produtor pode ter dificuldades em encontrar volumes suficientes dos herbicidas substitutos nas revendas e na indústria. Uma possível falta
desses produtos pode colocar em risco a capacidade de se realizar a safrinha na janela correta já que a planta teria que completar o ciclo naturalmente , sem a aplicação do produto. 

Do lado das empresas de defensivos agrícolas e dos canais de distribuição, a atenção deve ser voltar ao tamanho dos estoques de paraquate que tais empresas carregam uma vez que sua venda está proibida, e portanto, poderá afetar os resultados oriundos dessa linha de produto.

Oque é e para que serve ? 

O paraquate é um herbicida de contato não seletivo – atua em todas os grupos de plantas - usado principalmente para dessecação da área antes do plantio e/ou para dessecação da soja em preparação para a colheita. É também amplamente utilizado nas culturas do algodão, arroz, banana, batata, café, cana-de-açúcar, citros, maçã, milho e trigo. 

Por que o produto é importante ?

O paraquate é o 6º ingrediente ativo (IA) mais comercializado no Brasil e, quando olhamos apenas o segmento de herbicidas, ele ocupa a 4º posição. Isso ocorre em função de ser um produto genérico (baixo custo) e ser de fácil aplicação na área, o que o faz presente na maioria dos pacotes tecnológicos agrícolas.

*Análise da Consultoria Agro do Itaú


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink