Entendendo a dormência em frutíferas de clima temperado

Agronegócio

Entendendo a dormência em frutíferas de clima temperado

Rede de pesquisa busca compreender como funciona a dormência de gemas em tempos de mudanças climáticas
Por:
1091 acessos

Rede de pesquisa busca compreender como funciona a dormência de gemas em tempos de mudanças climáticas

Na próxima terça-feira, dia 13 de dezembro, a Embrapa Uva e Vinho, em parceria com a Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã (Agapomi), Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), Epagri e Fepagro, promove  no auditório da empresa de pesquisa, em Bento Gonçalves (RS), o I Workshop sobre dormência em frutíferas.

Com inscrições gratuitas, o evento tem como objetivo apresentar os avanços na compreensão do controle da dormência de frutíferas de clima temperado, como é o caso da macieira, pereira e pessegueiro. Nesse processo, durante o inverno, a planta necessita passar por repouso e guardar as reservas acumuladas no período para garantir a sua brotação e a produção de frutos.

Segundo Luís Fernando Revers, o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho e coordenador do workshop, esses resultados relativos à dormência serão fundamentais para ajudar no desenvolvimento de métodos de manejo dos pomares e contribuir para geração de novas cultivares de macieira.

"A sustentabilidade da cadeia produtiva da macieira, como de outras fruteiras de clima temperado, poderá ser afetada em função das mudanças climáticas, com a previsão de aumento da temperatura global e ocorrência de invernos menos frios, fatores fundamentais para iniciar um novo ciclo produtivo, na primavera", avalia Revers. Atualmente, às regiões de produção da maçã brasileira estão concentradas no Sul do País, nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e que é uma região climática limítrofe para a obtenção do frio necessário à produção.

Durante o evento serão apresentados resultados de pesquisa em palestras e painéis, que foram obtidos por uma rede de pesquisa formada por Embrapa (Uva e Vinho,Trigo, Recursos Genéticos e Biotecnologia e Informática Agropecuária), Epagri (Estação Experimental de Caçador e Centro de Informações de Recursos Ambientais e Hidrometeorologia de Santa Catarina), Fepagro e Centro de Biotecnologia e Departamento de Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no endereço http://perguntas.cnpuv.embrapa.br/index.php/665485/lang-pt-BR. Vagas limitadas. Clique aqui e confira o programa completo e outras informações.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink