Entidade defende união da cadeia produtiva do milho no RS
CI
Agronegócio

Entidade defende união da cadeia produtiva do milho no RS

É necessário reduzir os gargalos para ter estabilidade entre produção e consumo
Por:

A Associação de Produtores de Milho do Rio Grande do Sul defende a evolução da cadeia do milho no Estado, com envolvimento do governo estadual, segmentos dos suínos, aves, agricultores, dentre outros interessados. Essa preocupação foi expressada sexta-feira, 12, em Condor, durante a abertura da colheita do milho no Estado.

O presidente da Apromilho e produtor na região de Ijuí, Cláudio de Jesus, disse que o governador José Ivo Sartori ouviu bem as reivindicações. Cláudio de Jesus entende que Sartori deu a resposta esperada e já na Expodireto, que acontece no próximo mês em Não Me Toque, haverá a primeira reunião ampla dessa cadeia produtiva.

O presidente da Apromilho observa que o governo estadual precisa liderar essa discussão. Cláudio de Jesus defende esse diálogo permanente para evitar o chamado efeito sanfona, ou seja, oscilação entre produção e preço do milho. Segundo ele, é necessário reduzir os gargalos para ter estabilidade entre produção e consumo. Outro ponto apresentado sexta-feira no evento em Condor foi a necessidade de ampliar o sistema de armazenagem e secagem de grãos, até para ter produção de melhor qualidade para exportação.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.