Entidades argentinas avaliarão impacto ambiental da pecuária
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MUNDO

Entidades argentinas avaliarão impacto ambiental da pecuária

Participam do projeto 28 estabelecimentos industriais e 84 estabelecimentos de produção primária
Por: -Leonardo Gottems

Uma fusão entre Instituto de la Promoción de la Carne Vacuna Argentina (IPCVA), National Institute of Industrial Technology (INTI) e Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (INTA) trabalhará na determinação dos impactos ambientais da carne bovina argentina. O acordo foi assinado em 14 de março na sede do IPCVA por Juan José Grigera Naón, presidente do Instituto, Ruben Geneyro, presidente do INTI, e Nacira Muñoz, vice-presidente do INTA, em nome de Mariano Garmendia, seu presidente.

Há um interesse crescente dos consumidores em todo o mundo pelo desempenho ambiental dos produtos, principalmente no caso dos alimentos. A proposta técnica a ser desenvolvida contempla a modelagem e análise tanto do sistema primário de produção, quanto dos sistemas industrial e de consumo, incluindo também logística e transporte, compreendendo a análise do ciclo de vida do berço ao túmulo para carne bovina desossada, refrigerada e embalada a vácuo.

Participam do projeto 28 estabelecimentos industriais e 84 estabelecimentos de produção primária, representativos de todas as regiões produtivas do nosso país. O conhecimento dos impactos ambientais permitirá que os diferentes atores da cadeia de valor concebam e executem ações que visem a sua redução e também possam certificar suas declarações ambientais no futuro junto ao INTI, no seu papel de polo regional do sistema EPD Internacional.

O estudo terá duração de 18 meses e será coordenado tecnicamente pelo Dr. Javier Echazarreta em nome do INTI, e pelo Dr. Rodolfo Bongiovanni em nome do INTA. O Chefe do Departamento de Promoção Interna do IPCVA, Eng. Adrian Bifaretti, será o responsável técnico do acordo pelo IPCVA. É importante destacar que esta iniciativa constitui uma experiência de interação público-privada que tem poucos precedentes em nível internacional. Embora existam algumas iniciativas privadas que demonstram a aplicação desta metodologia em empresas de diversos países, o estudo é inédito no nível da cadeia de valor setorial.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.