Entidades e representantes da Indústria discutiram o custo do leite

Agronegócio

Entidades e representantes da Indústria discutiram o custo do leite

O maior risco no preço exagerado é a redução do consumo, o que pode refletir no produtor
Por: -Janice
328 acessos

A cadeia produtiva do leite esteve reunida na segunda feira (22) na sede da Farsul em Porto Alegre. Segundo o coordenador da comissão do leite e representante da federação no Conseleite, Jorge Rodrigues, ficou confirmada a tendência de recuperação dos valores. ”Esses preços, que deveriam ter sido praticados no mês passado, ainda não representam o que o consumidor está pagando na gôndola mas remunera o custo de produção do produtor” afirma Rodrigues. Sinalizando recuperação, no mês de maio foi pago ao produtor pelo litro de leite acima do padrão 78 centavos, R$ 0, 68 para o leite padrão e R$0,61 o abaixo de padrão, “o que indica uma tendência de alta de 4 centavos por litro de leite produzido em junho” diz Jorge Rodrigues.



De acordo com o coordenador da comissão do leite “o preço nos supermercados está muito caro, além daquele que a matéria prima está determinando, que deveria ser em torno de R$1,80 o litro do leite UHT para o consumidor. A preocupação que nós temos hoje é da manutenção do consumo, já que o momento é de escassez, efetivamente há uma redução de produção, mas dentro de 40, 50 dias teremos a recuperação das pastagens e uma melhora no volume de produção. O maior risco no preço exagerado é a redução do consumo, o que pode refletir no produtor, que pagará a conta em que ele não teve proveito nenhum” conclui Jorge Rodrigues. As informações são da assessoria de imprensa da Farsul.


 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink