Agronegócio

Entre janeiro e maio, exportação de frango dos EUA recuou 3,69%

As exportações dos EUA vêm em decréscimo. 
Por:
236 acessos

Em maio passado as exportações norte-americanas de carne de frango registraram o segundo melhor resultado em 12 meses, Totalizando 255.380 toneladas, os embarques do período aumentaram 4% em relação ao mês anterior, mas – como em 19 dos 20 meses anteriores - foram menores que os do mesmo mês de 2015. 

Em outras palavras, desde outubro de 2014 – ou seja, antes dos surtos de Influenza Aviária, registrados pela primeira vez em dezembro daquele ano – as exportações dos EUA vêm em decréscimo. 

Nesse período, a única exceção ocorreu em fevereiro de 2016. Mas não porque tivesse aumentado o volume embarcado e, sim, porque os embarques do mês-base, fevereiro de 2015, ficaram abaixo do normal.

Em decorrência, tanto as exportações acumuladas no ano, como aquelas efetivadas nos últimos 12 meses permanecem negativas em relação aos respectivos períodos anteriores.

No ano, isto é, entre janeiro e maio, o total embarcado foi pouco além de 1,214 milhão de toneladas, recuando perto de 3,7% em comparação aos mesmos cinco meses de 2015. Mas em relação a janeiro-maio de 2014 a redução anda por volta dos 12%.

Não são muito diferentes os índices relativos ao total embarcado nos 12 meses decorridos entre junho de 2015 e maio de 2016: foram perto de 2,820 milhões de toneladas, volume 11,69% menor que o exportado em idêntico período anterior.

Pelas últimas projeções do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), as exportações totais de 2016 devem ficar em torno dos 3,050 milhões de toneladas. Mas, suposta a manutenção do desempenho apresentado entre janeiro e maio, ficarão pouco acima dos 2,9 milhões de toneladas.

É verdade que o segundo semestre sempre proporciona resultados melhores que o primeiro. Neste caso, não é impossível chegar aos 3 milhões de toneladas. Basta, apenas, que os embarques médios dos restantes sete meses do ano se mantenham dentro do que foi exportado em maio: pouco mais de 255 mil toneladas. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink