Entrega de fumo às indústrias se acelera

Agronegócio

Entrega de fumo às indústrias se acelera

A entrega de fumo às indústrias se acelerou na última semana em função de melhorias climáticas
Por:
1 acessos

A entrega de fumo às indústrias se acelerou na última semana em função de melhorias climáticas. Na primeira quinzena deste mês, as entregas estavam atrasadas em função da seca. "O recebimento do fumo está a todo vapor nas indústrias", informa o presidente do Sindicato da Indústria do Fumo (Sindifumo), Cláudio Henn.

Apesar disso, a normalidade na entrega ainda não foi suficiente para compensar os problemas acumulados desde o início da safra. Segundo Henn, até agora apenas 35% da produção foi entregue às fumageiras, índice que, na mesma época do ano passado, era de aproximadamente 55%. A falta de fumo nas indústrias foi tão forte no início de abril, que a KBH&C, de Vera Cruz, chegou a suspender o terceiro turno e processar a safra apenas durante o dia.

A estimativa inicial do setor fumageiro era colher 880 mil toneladas, volume que deverá ficar em 850 mil toneladas em função dos problemas climáticos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink