Epagri destaca novas variedades de uva para produção de vinhos finos em SC
CI
Agronegócio

Epagri destaca novas variedades de uva para produção de vinhos finos em SC

Na safra 2015, o Brasil produziu 1.510.788 toneladas de uva
Por:

A Estação Experimental da Epagri em São Joaquim promoveu um dia campo para detalhar as novas variedades de uva para produção de vinhos finos em Santa Catarina. No evento, foram apresentados aos técnicos, agricultores e representantes da Associação Catarinense de Produtores de Vinhos Finos de Altitude (Acavists) os resultados de cinco anos de pesquisas. Também foi realizada a degustação dos vinhos da safra 2015. 

O objetivo do projeto é avaliar o potencial enológico de diferentes cultivares de videira destinadas à elaboração de vinhos brancos, tintos e espumantes de alta qualidade, visando a recomendação de novas variedades adaptadas ao mesoclima de São Joaquim, de modo a competir nos mercados nacional e internacional. 

João Felippeto, pesquisador da Estação Experimental de São Joaquim, explicou que a pesquisa testou cultivares italianos. Entre as uvas brancas, foram avaliadas as variedades Muscaris, Prosecco, Vermentino, Viognier, Verdicchio, Garganega, Sauvignon Blanc e Manzoni Bianco. Também foram testadas as uvas Cabernet Cortis, Aleatico, Rebo, Sangiovese, Montepulciano, Sagrantino, Cabernet Franc e Malbec para produção de vinhos tintos. 

A escolha do solo e das condições climáticas favoráveis e a definição de variedades adaptadas são fatores determinantes do padrão de vinhos produzidos. A região de São Joaquim possui um clima diferenciado que, aliado às condições do solo, entre outras, tem demonstrado um alto potencial para a produção de vinhos finos. Um dos fatores de destaque é a forte amplitude térmica diária, ou seja, a grande diferença entre as temperaturas máxima e mínima num mesmo dia. 

Embora a cultura da videira seja uma atividade recente no Planalto Sul do Estado, ela já representa uma aumento na geração de renda e uma melhora no índice de desenvolvimento humano (IDH). Isso por que ela gera novas oportunidades de emprego e renda no desenvolvimento de atividades ligadas ao enoturismo regional. 

Na safra 2015, o Brasil produziu 1.510.788 toneladas de uva. No primeiro semestre do ano passado, o país comercializou 4,87% a mais de vinhos finos quando comparado com o mesmo período de 2014. Quando avaliados os produtos prontos, observa-se um aumento de 35,67% na comercialização de espumantes e 21,78% nos espumantes moscatéis. O consumo de espumante brasileiro cresceu mais de 100% entre 2005 e 2012. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.