Epamig avalia condições para cultivo de oliveiras e produção de azeite em Diamantina
CI
Imagem: Pixabay
OLIVICULTURA

Epamig avalia condições para cultivo de oliveiras e produção de azeite em Diamantina

Epamig vinculada à Seapa, desenvolve um projeto para ampliar o cultivo de azeitonas e uvas no município de Diamantina

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), vinculada à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), desenvolve um projeto para ampliar o cultivo de azeitonas e uvas no município de Diamantina. A demanda surgiu de representantes da Associação de Vitivinicultores e Olivicultores de Diamantina e Alto Jequitinhonha (AVODAJ). Parte das visitas de pesquisadores da Epamig ao município mineiro, suspensas em decorrência do coronavírus, foi retomada com o objetivo de auxiliar produtores locais no cultivo de oliveiras.

O objetivo da visita foi realizar um diagnóstico dos olivais implantados entre os anos de 2011 e 2012 na cidade. Apesar de estarem em idade produtiva, os olivais ainda não apresentam produção significativa. O coordenador do Programa de Pesquisa em olivicultura da Epamig, Luiz Fernando de Oliveira, e o pesquisador da empresa, Pedro Moura, avaliaram as plantas e elaboraram um relatório técnico que foi entregue aos produtores.

De acordo com Luiz Fernando, algumas práticas de manejo foram recomendadas, como podas para melhorar a arquitetura e arejamento das plantas, controle de formigas cortadeiras e, principalmente, melhoria na nutrição dos olivais. Além disso, o pesquisador recomendou análises de solo e folhas para nortear as adubações.

Segundo Pedro Moura, paralelo às ações de manejo, foi recomendada a instalação de estações meteorológicas nos pomares para o acompanhamento dos dados climáticos, sobretudo com relação às horas de frio.

"É sabido que para as plantas apresentarem indução floral, o acúmulo de horas de frio durante o inverno é essencial. Apesar de os pomares estarem situados em altitudes elevadas, conforme o recomendado para o cultivo das oliveiras na Serra da Mantiqueira, a latitude em Diamantina é diferente, cerca de 4° inferiores, ou seja, mais próximos à linha do Equador, o que ocasiona em temperaturas um pouco mais elevadas", explica o pesquisador.

A visita foi acompanhada pelo técnico da Emater-MG, Cayle José Martins. Segundo ele, o encontro foi bem sucedido e com ações claras a favor da olivicultura de Diamantina. "O papel da Emater-MG será muito importante, pois vamos acompanhar de perto as atividades dos produtores aqui da região", afirmou.

Novas possibilidades para a olivicultura

A visita técnica dos pesquisadores da Epamig também contou com uma reunião na Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). No encontro foi discutida a possibilidade de instalação de uma unidade demonstrativa de oliveiras no campus.

O reitor da UFVJM, Janir Alves Soares, participou da reunião e firmou o compromisso da universidade de viabilizar oportunidades para a área das ciências agrárias e fortalecer as parcerias entre as instituições públicas e a iniciativa privada, em referência aos produtores dispostos a investir na olivicultura e na vitivinicultura da região.

"A Universidade está disponível para contribuir, agregar tecnologia, inovação e valores a tudo aquilo capaz de gerar o desenvolvimento da nossa região, sempre com foco na sustentabilidade, empregabilidade e melhoria da qualidade de vida das pessoas", pontuou o reitor.

Após a reunião, a equipe realizou uma visita à área que a UFVJM disponibilizou para a implantação da unidade demonstrativa de oliveiras.

A próxima ação do projeto em Diamantina está prevista para 2021, com a realização de um evento para abordar os diagnósticos das pesquisas. A atividade faz parte de um projeto mais amplo de cooperação técnica entre a Epamig, a EMATER-MG, a UFVJM e a AVODAJ. 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink