Escritórios do DDA estão 100 % informatizados
CI
Agronegócio

Escritórios do DDA estão 100 % informatizados

Informatização chega às 248 Inspetorias Veterinárias e Zootécnicas (IVZs) e aos 165 postos de atendimentos (PIVZ)
Por:
Após seis anos em operação, o Sistema de Defesa Agropecuária (SDA) foi implantando em todas as unidades locais do Departamento de Defesa Agropecuária (DDA), vinculado à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio (Seapa). Dessa maneira, a informatização chega às 248 Inspetorias Veterinárias e Zootécnicas (IVZs) e aos 165 postos de atendimentos (PIVZ), totalizando 413 escritórios de atendimentos à população, que abrangem a totalidade dos 496 municípios gaúchos.


"O fato de estarmos conectados permite ficarmos mais alertas, possibilita consultas instantâneas e dá mais agilidade na compilação e no processamento de dados", informa o médico veterinário responsável pelo SDA, Eduardo Vergara. Com a novidade, a Seapa, em conjunto com o DDA, concretizou o projeto de possuir todo o cadastro de produtores rurais, assim como de seus animais de produção e suas respectivas movimentações (GTA's), num banco de dados on-line (SDA).

Será possível viabilizar o registro instantâneo de toda a informação cadastral e sanitária dos produtores e dos seus animais, dando total credibilidade e agilidade às informações do departamento."Com o sistema é possível consultar inúmeros dados, como compra e venda dos animais, vacinações e localização desses animais em caso de emergência sanitária", acrescentou Vergara.


A grande dificuldade para a substituição dos cadastros em papel (utilizados até 2006) para o sistema informatizado ocorreu nos municípios pequenos, devido a dificuldades de conexão com a internet, já que todo o banco de dados, mantido pela Procergs, está num ambiente web necessitando, assim, conexão continua com a rede. O projeto foi realizado com o apoio do Fundo de Desenvolvimento de Defesa Sanitária Animal (Fundesa).

Atenta ao constante aperfeiçoamento do banco de dados online, a Seapa prevê para este ano uma série de medidas, como aumentar a velocidade das bandas largas para 1Mb em todos os escritórios de atendimento à população. Hoje, há locais com conexão de 64kb, muito abaixo do necessário, dificultando o atendimento ao produtor.

Também está nos planos da Secretaria, possibilitar aos produtores rurais o acesso ao banco de dados pela internet já que, por enquanto, o acesso é restrito às unidades locais. Com essa ferramenta, os agricultores poderão consultar seus saldos, situação sanitária de seus animais e atualizar informações cadastrais. "Esperamos que até abril já seja possível a consulta de saldos", disse Vergara.

Outra medida em estudo refere-se à obrigatoriedade de que todos os eventos agropecuários - feiras, leilões e remates - utilizem o SDA para o recebimento de animais e para a emissão das GTA's. Além disso, todos os estabelecimentos abatedouros registrados no SIF, Cispoa e SIM no Estado poderão acessar sistema e confirmar o recebimento dos animais encaminhados para o abate, assim como cadastrar aqueles vindos de outros estados e abatidos no Rio Grande do Sul. A Seapa planeja, ainda, disponibilizar em todos os postos de divisa do DDA do estado acesso à internet e ao SDA, para cadastro no sistema de todas as GTA's que ingressarem no Estado.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.