Especialista desconfia de números da soja argentina
CI
Agronegócio

Especialista desconfia de números da soja argentina

"Um volume 'desaparece' do circuito comercial”
Por: -Leonardo Gottems

O diretor da consultoria de Buenos Aires Agritrend, Gustavo López, questiona a produção argentina de soja, anunciada em 49 milhões de toneladas na última temporada. Para ele, isso é suspeito porque o número não fecha em equilíbrio com a oferta e a demanda. 


“Ou o número é menor, ou os estoques são sempre altos demais, ou um volume 'desaparece' do circuito comercial”, afirma o especialista. López acredita que a quantidade de soja contrabandeada é relativamente alto.

No entanto, o especialista é cético quanto ao número especulado, de cerca de dois milhões de toneladas. “Se considerarmos um milhão de toneladas, estamos falando de 33 mil caminhões para fazer o contrabando. Seria difícil de fazer acontecer”, diz ele.


Pablo Fraga, analista de mercado na corretora BLD (Rosario), diz que o assunto não é muito surpreendente quando se fala das províncias de Santiago del Estero e Chaco. "Lá, tudo é completamente informal. Um grande montante de soja é movimentada no mercado negro", conta Fraga.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink