Especialistas do Prêmio Gerdau concluem primeira etapa em MG

Agronegócio

Especialistas do Prêmio Gerdau concluem primeira etapa em MG

Durante as visitas serão avaliadas as máquinas e equipamentos agrícolas inscritos no prêmio, realizado pela Gerdau com o objetivo de fomentar o desenvolvimento do setor
Por: -Giuliano
99 acessos

Começaram na primeira quinzena de julho as visitas dos especialistas da Comissão Julgadora do Prêmio Gerdau Melhores da Terra, edição 2007, a fazendas do Brasil e da América do Sul, localizadas em mais de 400 municípios. As visitas a Minas encerraram dia 23 de julho. Uma segunda rodada de visitas ocorre no início de agosto. Estão no roteiro 32 cidades mineiras.

Durante as visitas serão avaliadas as máquinas e equipamentos agrícolas inscritos no prêmio, realizado pela Gerdau com o objetivo de fomentar o desenvolvimento do setor. Nessa iniciativa, a empresa, líder na produção de aços longos no Brasil e 14º grupo siderúrgico do mundo, conta com a parceria de diversas instituições da área: as Secretarias de Agricultura e Abastecimento dos Estados de SP, PR e RS, Instituto de Tecnologia Agropecuária da Argentina (Inta) e Instituto Nacional de Investigações Agropecuárias do Chile (Inia).

As visitas fazem parte do julgamento das empresas inscritas na categoria “Destaque”, que este ano conta com um recorde de 49 participantes. A Comissão Julgadora é formada por 12 especialistas, todos com amplo conhecimento e larga experiência no setor agropecuário. “As visitas, além de permitirem uma avaliação criteriosa dos inscritos, nos fornecem um panorama completo do momento que o agronegócio vive no Brasil e na América do Sul”, diz o prof. Luiz Fernando Coelho de Souza, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e coordenador da Comissão Julgadora do prêmio.

Todas as empresas que se inscreverem recebem de volta, gratuitamente, um relatório analítico detalhado sobre seus produtos, com pontos fortes e fracos, o que ajuda no aperfeiçoamento de seu portfólio. “Os pesquisadores ouvem o usuário do equipamento, em seu próprio meio de trabalho – o campo –, o que confere grande credibilidade à avaliação”, explica o prof. Coelho.

As inscrições para as categorias “Novidade” e “Pesquisa e Desenvolvimento” continuam abertas até o dia 6 de agosto. Em “Novidade”, podem concorrer as inovações tecnológicas apresentadas ao mercado após a feira agropecuária Expointer de 2006, além dos participantes da edição deste ano, que ocorre de 25 de agosto a 2 de setembro na cidade de Esteio (RS). Já os estudantes de graduação e pós-graduação ou profissionais das ciências agrárias podem inscrever seus estudos e projetos na categoria “Pesquisa e Desenvolvimento”. As informações são da assessoria de imprensa da Gerdau.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink