Espécies não-nativas estão transformando pastagens

ESTUDO

Espécies não-nativas estão transformando pastagens

Próximo passo é levar o estudo para vários lugares do mundo
Por: -Leonardo Gottems
252 acessos

Usando dados coletados de 64 pastagens em 13 países diferentes ao redor do mundo, cientistas da Faculdade de Ciências Naturais do Trinity College de Dublin, na Irlanda, descobriram que as comunidades vegetais nativas eram seis vezes mais propensas a serem dominadas por espécies não-nativas. E, quando o fertilizante foi adicionado a essas comunidades em experimentos controlados, os não-nativos apenas aumentaram sua dominância enquanto as espécies nativas diminuíram. 

A fertilização das pastagens é uma prática agrícola comum e o excesso de nitrogênio (fertilizante) também é depositado na atmosfera como resultado da queima de combustíveis fósseis. De acordo com a professora de zoologia da Faculdade, Yvonne Buckley, o resultado do estudo foi publicado na revista Nature Communications. 

“Nossos resultados mostram que a biodiversidade das pastagens pode mudar ainda mais significativamente as espécies nativas para as introduzidas nos próximos anos. Uma das muitas preocupações com esse cenário é que ainda não podemos prever como as novas misturas de espécies afetarão a função do ecossistema. As espécies não-nativas que dominam as pastagens são diferentes das espécies nativas, estamos vendo mais espécies de curta duração”, comenta. 

Os resultados sugerem fortemente que a ecologia das pastagens é afetada pela origem de suas espécies, devido à predominância de espécies não-nativas e reduções na biodiversidade nativa e este tipo de variedade geográfica pode não ser o ideal. “Nós temos uma combinação única de espécies nas pastagens de Burren, por isso é importante para ver se os resultados globais são repetidos aqui e se os nossos prados respondem de forma semelhante ao pasto da pastagem australianas e europeias”, conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink