Está aberta a maior feira do agronegócio do Paraná

Agronegócio

Está aberta a maior feira do agronegócio do Paraná

Sociedade Rural do PR quer superar metas de negócios e de público na 51ª ExpoLondrina
Por:
1191 acessos
Sociedade Rural do Paraná quer superar metas de negócios e de público na 51ª ExpoLondrina; campo e cidade em harmonia

A 51ªExposição Agropecuária e Industrial de Londrina, que começa nesta quinta-feira (7) e se estende até o dia 17, deve receber aproximadamente 480 mil visitantes durante os 11 dias do evento – público quase que equivalente à população de Londrina. A estimativa é 4% superior a do ano passado quando exatas 463.575 pessoas passaram pelas roletas da exposição. Em volume de negócios, a meta é superar R$ 200 milhões, contra os R$ 194 milhões de 2010.


A ExpoLondrina é considerada o evento de maior público no Paraná e um dos maiores da América Latina. Nos dias da exposição, o Parque Ney Braga recebe visitantes não só do Paraná, mas de outros Estados e até de outros países.

O presidente da Sociedade Rural do Paraná (SRP), Gustavo Andrade e Lopes, diz que não gosta de falar em expectativas pois há um trabalho realizado durante todo o ano para garantir o sucesso da promoção e superar metas de edições anteriores da feira. Mesmo assim, ele espera contar com a ajuda do tempo. ‘‘Temos fé de que vamos ter um clima bom, um tempo firme e seguro para ultrapassar a meta de 480 mil visitantes nesses 11 dias’’, afirma.

Lopes reforça que a ExpoLondrina é uma oportunidade única de se mostrar ao Brasil e ao mundo o que o Norte do Paraná produz. Ele destaca a fertilidade do solo e a contribuição do fator climático. ‘‘Temos infinitas possibilidades no agronegócio. Aqui a gente encontra café, cana, milho, soja, girassol, frutas, ou seja, tudo o que se produz no Brasil nós produzimos aqui, inclusive na pecuária’’, afirma. Lopes destaca ainda o potencial da região em termos de indústria, comércio e desenvolvimento tecnológico.


O sucesso da feira, na opinião do presidente da SRP, pode ser atribuido a dois fatores: o primeiro é respeitar a tradição, com atrações que são do gosto do público, e em segundo lugar, apostar em inovação, trazendo o que há de mais moderno em termos de tecnologia, tanto para os produtores quanto para os visitantes. Quanto à tradição, ele cita como exemplos a presença de animais, que atraem centenas de famílias e principalmente crianças, e a apresentação da Esquadrilha da Fumaça, que este ano vai acontecer no primeiro domingo, dia 10.

No aspecto da tecnologia, Lopes destaca desde a evolução genética das raças até às diversas opções de máquinas e equipamentos que os fabricantes trazem para a exposição.

Entretenimento

O presidente da Sociedade Rural destaca a preocupação da entidade em agradar ao público visitante da feira. Por isso a preocupação em contratar shows com artistas de renome nacional. Artistas regionais também terão espaço na programação da feira em um segundo palco montado no parque. Ele cita que vários cantores começaram nestas circunstâncias e hoje têm suas carreiras consolidadas. ‘‘O palco dois funciona como uma espécie de mola propulsora para o artista’’, resume Lopes.


Estão programadas também atividades do Festival Internacional de Teatro de Londrina (Filo) e do Festival de Música de Londrina.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink