Frango

Estabilidade de preço da carne de frango persiste, diz FAO

A estabilidade da carne de frango vem desde abril
Por:
17 acessos

Em seu levantamento mensal, a Agência das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação aponta que o Índice FAO de Preço dos Alimentos (FFPI, na sigla em inglês) ficou em 176,4 pontos no mês de outubro (2002/2004 = 100), resultado que representa recuo de 1,3% sobre o mês anterior e alta de 2,5% sobre o mesmo mês de 2016.

No tocante às carnes, especificamente, o Índice FAO para o décimo mês do ano recuou perto de 1% em relação ao mês anterior, retrocedendo aos 172,7 pontos. Porém, em relação a outubro de 2015 registrou variação, positiva, de 6,46%.

De acordo com a FAO, o pequeno recuo observado de setembro para outubro foi determinado sobretudo pela carne suína (-4,09%), já que a carne bovina aumentou 1,02% e a carne de frango permaneceu em relativa estabilidade (queda de 0,18%).

No entanto, na comparação com outubro de 2016, o maior índice de aumento - +7,49% - foi obtido pela carne de frango, a bovina registrando variação de 6,64% e a suína de 2,15%.

A atual estabilidade da carne de frango não é fato novo. Vem, praticamente, desde abril passado, com variação negativa maior no mês de julho. A queda observada naquele mês pode ter sido efeito – agora internacional – da Operação Carne Fraca, visto que (dado da FAO) a maior redução de preço entre os dois principais players do setor, Brasil e EUA, recaiu sobre o produto brasileiro.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink