Estação Experimental Agrícola da BASF reduz em 80% o consumo de água para a irrigação de casas de vegetação

Agronegócio

Estação Experimental Agrícola da BASF reduz em 80% o consumo de água para a irrigação de casas de vegetação

Foram instalados no local dois tanques que armazenam até 3 milhões de litros de água coletada da chuva
Por:
2178 acessos

Foram instalados no local dois tanques que armazenam até 3 milhões de litros de água coletada da chuva

A BASF instalou dois tanques de 1.320 m² que captam até 3 milhões de litros de água da chuva em sua Estação Experimental Agrícola, localizada no município de Santo Antônio de Posse, em São Paulo. A iniciativa gerou uma economia de 80% no consumo da água que é utilizada para a irrigação das 22 casas de vegetação presentes no local. 

Com a instalação dos tanques, a água da chuva passou a ser captada por coletores localizados na parte superior das casas de vegetação e bombeada para irrigar as plantas. “No período de dezembro a março, época de maior concentração de chuvas, a economia chegou a atingir 100%, ou seja, toda a água utilizada para irrigação das plantas veio da chuva”, comemora Luiz Antônio Alves José, gerente da Estação Experimental. 

O projeto contou com investimentos de R$ 200 mil e está entre as várias iniciativas da BASF que visam utilizar os recursos naturais de maneira cada vez mais sustentável, “um dos pilares da BASF é a preocupação com a sustentabilidade e esse investimento reforça o posicionamento da empresa em prol do meio ambiente“, destaca Luiz.

A Estação Experimental Agrícola da BASF em Santo Antônio de Posse atua há 35 anos no desenvolvimento de pesquisas e estudos voltados à criação de novos produtos para o combate de pragas, doenças e plantas daninhas que atacam os principais cultivos do Brasil e países da América Latina. As 22 casas de vegetação da Estação funcionam como estufas que abrigam diferentes tipos de culturas, entre elas soja, milho, cana e café. No local são realizados testes de produtos em condições controladas, antes da solução ser testada no campo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink