Estado do Texas rende-se ao etanol de milho

Agronegócio

Estado do Texas rende-se ao etanol de milho

Uma das maiores usinas de etanol dos EUA terá capacidade de produzir 380 milhões litros por ano
Por: -Redação
7 acessos
É melhor tampar o nariz ao visitar a empresa Bar G Feedyard, situada nos arredores de Hereford, em Texas Panhandle - como é chamado o braço do Estado americano que se estende para o norte -, considerada a "Capital Mundial da Carne Bovina". Há cerca de 125 mil cabeças de gado na fazenda, pontos negros amontoados em currais até onde a vista alcança. Esses animais produzem cerca de 300 milhões de quilos por ano de esterco, que é empilhado e transportado para ser usado como fertilizante.


Em breve, o excremento terá um novo destino. A cerca de 15 quilômetros dali, a Panda Ethanol, de Dallas, constrói uma das maiores usinas de etanol dos Estados Unidos, capaz de produzir 380 milhões litros por ano. O esterco da Bar G será enviado em caminhões, às custas da Panda. Na usina, com a ajuda do calor e de areia, o esterco será gaseificado, e o gás natural sintético será queimado, criando vapor para aquecer o milho - 1 milhão de toneladas por ano - e transformá-lo em etanol. A usina é rodeada por uma linha ferroviária dupla, que trará o milho do Meio-Oeste e levará o combustível.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink