Estados afetados pela estiagem receberão R$41 milhões
CI
Imagem: Pixabay
FALTA DE CHUVAS

Estados afetados pela estiagem receberão R$41 milhões

O maior repasse, de R$ 30,9 milhões, foi para o Rio Grande do Sul, estado mais atingido pela falta de chuvas
Por: -Aline Merladete

Afetada pela estiagem desde o fim do ano passado, a Região Sul do Brasil vem recebendo apoio do Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), no enfrentamento ao desastre. Até o momento, R$ 41 milhões já foram disponibilizados pela Pasta para ações de proteção e defesa civil nos três estados da região. O maior repasse, de R$ 29,5 milhões, foi feito a 175 municípios do Rio Grande do Sul, estado mais atingido pela falta de chuvas. Para o Paraná, foram disponibilizados R$ 8,4 milhões para 22 municípios. Já para Santa Catarina, R$ 1,66 milhão beneficiaram 17 cidades.

De acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para a liberação dos recursos federais, o MDR reconheceu anteriormente a situação de emergência dos municípios afetados pela falta de chuvas. Atualmente, 625 cidades estão com o reconhecimento vigente, sendo 409 no Rio Grande do Sul, 120 no Paraná e 102 em Santa Catarina.

“A Região Sul vem enfrentando um fenômeno muito grave, que é a falta de chuvas. Nós, do MDR, estamos empenhados em auxiliar os estados atingidos da melhor maneira possível, tanto com os reconhecimentos de situação de emergência quanto com repasse de recursos federais”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira.  No mês de março, o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do MDR, coronel Alexandre Lucas, esteve pessoalmente no Rio Grande do Sul para apoiar de perto as ações no estado. O objetivo foi dar apoio técnico aos municípios na elaboração de planos de trabalho para solicitação de recursos, além de articular o trabalho de outros órgãos federais no suporte às localidades afetadas.

Segundo o coronel Alexandre Lucas, os recursos repassados pelo Governo Federal aos três estados foram utilizados para assistência humanitária e para distribuição de água para famílias da região rural. “Além disso, também disponibilizamos recursos para a compra de combustível, cestas básicas e reservatórios de lona para os caminhões das prefeituras, além de aluguel de carros-pipa”, completou.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.