Estiagem compromete lavoura de soja de MS
CI
Agronegócio

Estiagem compromete lavoura de soja de MS

Efeito pelo fenômeno La Ñina é a principal causa
Por:
Efeito pelo fenômeno La Ñina é a principal causa

Depois das perdas com o excesso de chuvas na safra passada, agora é a estiagem, causada pelo fenômeno La Ñina, que está castigando as lavouras de soja de Mato Grosso do Sul. As chuvas estão ocorrendo em pontos isolados. Se o excesso causou prejuízos milionários no início deste ano, a falta de chuvas já compromete de 10% a 15% da produção da oleaginosa, que poderá representar até perda de até 810 mil toneladas de grãos. Alguns produtores já falam em quebra de 20% na safra.


A produção de José Bonatti, sojicultor de Dourados, é uma delas. "Quase não chove e, quando chove, é muito rápido e apenas em alguns pontos. Plantei 440 hectares neste ano, pelo menos 20% sei que já perdi", calcula.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.