Estiagem e greve alavancam a soja a preço inédito no MS
CI
Agronegócio

Estiagem e greve alavancam a soja a preço inédito no MS

Por:

A estiagem, que reduziu em pelo menos 1 milhão de toneladas a safra de soja em Mato Grosso do Sul e em cerca de 6 milhões nos Estados vizinhos, aliada à greve no Porto de Paranaguá, elevaram o preço da saca de soja a um patamar jamais visto no Estado, R$ 50,50, ou US$ 17 em pleno período de safra, quando o preço normalmente costuma despencar. Isto representa alta de pelo menos 15% em menos de duas semanas, ou 11% numa semana.

Esta elevação vai compensar parte das perdas que os produtores tiveram com a estiagem, lembra Carlos Ronaldo Dávalo, da Granos Corretora. E, para ter idéia da importância deste preço, é a quarta vez na história que o bushel, em Chicago, supera os US$ 10: ontem estava cotado a US$ 10,52. A última vez havia sido em 1988, mas fora do período de safra e por poucas sessões. As outras duas foram em 1963 e 1977, e sempre meses depois de encerrada a colheita, quando é normal a elevação nos preços.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink