Estiagem e pragas podem comprometer em 20% safra de soja na Bahia
CI
Agronegócio

Estiagem e pragas podem comprometer em 20% safra de soja na Bahia

Alerta é do engenheiro agrônomo da Aiba
Por: -Lucas Rivas

A Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) alerta que a safra de soja 2013/14 pode sofrer uma quebra de até 20% em função da estiagem e de pragas na Bahia.

Em dezembro, a previsão era de colher 56 sacas de soja por hectares, mas devido ao clima e aos ataques de pragas como Helicoverpa armigera e a falsa-medideira, a previsão caiu para 44 sacas por hectare na região. Metade da soja já foi colhida e a previsão é de que os trabalhos sejam finalizados até o final do mês.

Durante esta semana, áreas de instabilidade provocaram muitas chuvas em diferentes pontos do Estado. Além disso, ainda há previsão de mais chuva, por vezes forte e volumosa sobre Petrolina, Barra e região de Paulo Afonso.

Cotonicultores atentos com as chuvas na Bahia

O engenheiro agrônomo da Aiba, Luiz Spahlke, espera, contudo, que as condições climáticas não tragam reflexos negativos para cultura do algodão, hoje, a segunda mais importante do Estado. “A previsão para a safra de algodão é boa e já está em formação de massa, em desenvolvimento. O algodão vai ser colhido lá para junho e julho de 2014”, ressalta.

Produção baiana de soja e algodão

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção de soja baiana deve chegar 3,2 milhões de toneladas. Já a estimativa para o algodão é de 270 arrobas por hectare em seus 305 mil hectares plantados, significando produção de 1,2 milhão de toneladas na safra 213/14.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink