Estimativas do IBGE indicam retração na safra agrícola de grãos para este ano

Agronegócio

Estimativas do IBGE indicam retração na safra agrícola de grãos para este ano

Levantamento estimou em 189 milhões de toneladas em 2016
Por:
401 acessos

Levantamento estimou em 189 milhões de toneladas em 2016

As estimativas para a safra de grãos divulgadas mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam retração na safra agrícola brasileira para este ano em relação à safra recorde do ano passado. Dados divulgados nesta terça-feira (9) pelo instituto mostram que a produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas deverá atingir este ano 189 milhões de toneladas, volume inferior em 9,8% – o equivalente a menos 20,4 milhões de toneladas – à produção obtida em 2015, que foi de 209,4 milhões de toneladas – a maior da história, com destaque para os estados de Mato Grosso, Goiás e Paraná.

Em Goiás a situação não foi diferente, comparativamente com a safra anterior a perda foi na ordem de 14% - bem mais acentuada do que a nacional que ficou em 9,8%, em volume, que fez o Estado perder 2,8 milhões de toneladas –. “Quando observamos os dados por cultura, a soja teve um aumento de produção de 1,6 milhões de toneladas, já o milho segunda safra a perda é da ordem 3,9 milhões de toneladas, que corresponde a 50,6% sobre a safra anterior”, destaca o assessor técnico da Faeg, Pedro Arantes.

Em relação à segunda perda mais expressiva, ocorreu com a produção de arroz no Rio Grande Sul. “Não pela falta de chuva como aconteceu com o milho, mas por excesso de chuva, principalmente pelo fato do cultivo ser irrigado por inundação”, diz Arantes. O abastecimento do milho para consumo interno, especialmente da forma de ração animal, só não deve agravar muito pelo fato de redução nas exportações na ordem de 10,2 milhões de toneladas e pelo estoque anterior de 10,5 milhões de toneladas, que deve ser reduzido pela metade neste ano safra.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink