Estoque de milho e soja nos EUA cairá à mínima de 8 anos
CI
Agronegócio

Estoque de milho e soja nos EUA cairá à mínima de 8 anos

USDA projeta estoques em 1º de setembro em 1,113 bi de bushels
Por:
CHICAGO (Reuters) - Estoques de milho dos Estados Unidos caíram ao menor nível em oito anos ao final da temporada 2011/12 (setembro-agosto), mesmo com a colheita antecipada da safra deste ano fornecendo mais de 1 bilhão de bushels do grãos, disseram analistas para uma pesquisa da Reuters.

Os 17 analistas entrevistados esperam que o relatório trimestral de estoques do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA), a ser divulgado na sexta-feira, mostre os estoques em 1º de setembro em 1,113 bilhão de bushels (estoques finais para o ano comercial 2011/12).

A cifra seria inferior em 15 milhões de bushels ante o ano passado e a menor oferta de milho na data em oito anos, desde os 958 milhões de bushels em 2003/04. Em seu relatório de oferta e demanda de 12 de setembro, o USDA projetou os estoques finais 2011/12 em 1,181 bilhão de bushels.

A pior seca em meio século devastou as safras de milho e soja deste ano, elevando os preços a máximas de todos os tempos neste verão no hemisfério norte, apesar de os preços terem recuado cerca de 10 por cento desde então.

A colheita antecipada da safra de milho deste ano, no entanto, levantou questões sobre quanto dessa oferta foi usada na temporada 2011/12.

"A rápida maturação e colheita trouxeram 1 bilhão de bushels ao mercado antes do final do ano safra e isso vai complicar as coisas", disse Shawn McCambridge, analista do Jefferies Bache, cuja estimativa de estoques de 1,261 bilhão de bushels foi a maior entre os 17 analistas.

As projeções variaram de 887 milhões a 1,261 bilhão de bushels. O vice-presidente executivo Roy Huckabay, do Linn Group, fez a previsão mais baixa, de 887 milhões, e disse não estar levando em conta o milho colhido mais cedo.

Os altos preços estimularam um racionamento da demanda e a safra colhida mais cedo se somou aos estoques de 1o de setembro, o que pode levar a uma extrema volatilidade dos preços caso as estimativas do USDA variem significativamente em relação às expectativas do mercado.

Os dados de estoques trimestrais do milho têm sido fonte de muita volatilidade nos mercados há cerca de dois anos.
"O relatório de estoques do grão de setembro se tornou um 'jogador de dados'. Enquanto a maioria das surpresas ficou focada no milho nos últimos dois anos, também há incerteza para a soja e o trigo", disse Bryce Knorr, editor sênior da revista Farm Futures.

Já os estoques de soja dos Estados Unidos em 1o de setembro devem cair para 131 milhões de bushels, de acordo com a média das estimativas de analistas, menor nível desde os 112 milhões de bushels em 2003/04.

As projeções do mercado variaram de 110 milhões para 152 milhões de bushels, e analistas se dividiram sobre se o valor deve cair acima ou abaixo do estimado pelo USDA para os estoques finais em 12 de setembro.

A pesquisa da Reuters mostrou estoques de trigo dos EUA em 1o de setembro em 2,278 bilhões de bushels, contra 2,147 bilhões há um ano, e os estoques de soja em 131 milhões, abaixo dos 215 milhões um ano atrás.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink