Estudo mostra benefícios do biocarvão

PESQUISA

Estudo mostra benefícios do biocarvão

"Nosso novo estudo orienta como as estruturas de políticas podem mudar para adota-lo"
Por: -Leonardo Gottems
141 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Um estudo realizado pela Universidade Rice, nos Estados Unidos, indicou que o uso de biocarvão na lavoura faz com que o nível de hidratação melhore consideravelmente enquanto a produção aumenta. De acordo com Ghasideh Pourhashem, professor assistente do Departamento de Revestimentos e Materiais Políticos da Universidade, além disso o carvão também pode reduzir a lixiviação de nutrientes, aumentando a quantidade de nitrogênio disponível para as plantas. 

"Nossa pesquisa anterior mostrou que a aplicação em larga escala de biocarvão em solos agrícolas nos Estados Unidos pode economizar milhões de dólares em custos de saúde, melhorando a qualidade do ar regional. Apesar das evidências acumuladas sobre o produto, a adoção tem sido lenta ", disse Pourhashem. "Nosso novo estudo orienta como as estruturas de políticas podem mudar para adota-lo como um material que economiza recursos, fomenta colheitas e melhora os cuidados com a saúde”, completa. 

O produto é capaz de promover mudanças benéficas como melhorar políticas que permitam a monetização de benefícios ambientais e evitar custos, reconhecer o solo como um recurso através da política nacional de conservação e desenvolver um conjunto amplamente aceito de padrões de produtos. Assim, o pesquisador afirmou que os parlamentos não estão preocupados com o biocarvão, abrindo oportunidade para ele ser consumido. 

"Comparado a produtos biológicos mais estabelecidos, como os biocombustíveis, ele não é o foco dos formuladores de políticas. Embora biocombustíveis como o etanol convencional tenham recebido incentivos como parte de um plano de longo prazo para diversificar o portfólio de energia do país, o biocarção pode justificar mais apoio como parte de uma estratégia de longo prazo para segurança de alimentos e solo”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink