EUA buscam aliados para contestar proibição da entrada de trasngênico na UE


Agronegócio

EUA buscam aliados para contestar proibição da entrada de trasngênico na UE

Por:
3 acessos

Os EUA buscam de aliados para contestar, na Organização Mundial do Comércio (OMC), a decisão da União Européia (UE) de restringir drasticamente a entrada de produtos geneticamente modificados. Pressionado pela indústria agrícola do país, que alega perdas de pelo menos 275 milhões de dólares por causa das barreiras, o governo George W. Bush quer abrir mais uma frente de batalha contra a UE na OMC, informou o jornal espanhol 'Cinco Dias'. Atualmente, vários países do bloco europeu não permitem a entrada de produtos transgênicos. França, Dinamarca, Bélgica, Itália, Alemanha, Suécia, Luxemburgo e Grécia, por exemplo, evitam a importação de alimentos geneticamente modificados. Apesar disso, a Comissão Européia acredita que Washington não tem motivos para iniciar outra guerra comercial, já que a UE regulamentou a entrada de produtos transgênicos em dezembro de 2002 e estuda normas para sementes e alimentos para animais.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink