EUA consideram árvores geneticamente modificadas

CASTANHEIRAS

EUA consideram árvores geneticamente modificadas

"Temos essa tecnologia, é uma tecnologia muito poderosa"
Por: -Leonardo Gottems
630 acessos

Pesquisadores da Faculdade de Ciências Ambientais e Florestais do estado de Nova York, nos Estados Unidos, estão buscando autorização federal para distribuir milhares de árvores de castanha geneticamente modificadas como parte de um esforço de restauração. Este é um movimento observado de perto que poderia expandir a fronteira para plantas geneticamente modificadas além de fazendas e florestas. 

Os opositores alertam para iniciar "um experimento maciço e irreversível" em um ecossistema altamente complexo. Os proponentes veem uma tecnologia já onipresente no supermercado que poderia ajudar a salvar florestas cercadas por pragas invasoras. 

"Temos essa tecnologia, é uma tecnologia muito poderosa, e podemos usá-la agora para salvar uma espécie", disse o professor William Powell, biólogo de plantas moleculares que dirige o Projeto Americano de Pesquisa e Restauração de Castanhas na faculdade. 

Existe uma praga que dizimou uma espécie de árvore imponente, uma vez dominante nas florestas do Maine à Geórgia. Nozes de até 4 bilhões de árvores engordam porcos e sua madeira resistente foi usada para construir cabanas. No entanto, quando Nat King Cole cantou sobre "castanhas assando em fogo aberto" após a Segunda Guerra Mundial, as árvores estavam condenadas pela praga. Hoje, as árvores sobreviventes são tipicamente arbustos que brotam de raízes antigas, ainda a serem infectadas. 

Powell e seu parceiro de pesquisa Charles Maynard começaram a trabalhar em uma faixa complementar décadas atrás, a pedido do capítulo de Nova York da American Chestnut Foundation. O gene do trigo adicionado permite que as árvores produzam uma enzima que decompõe o ácido nocivo liberado pelo fungo. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink