EUA devem liberar exportações de limão argentino

Agronegócio

EUA devem liberar exportações de limão argentino

Vizinho produz 1,65 milhão de toneladas anuais
Por: -Leonardo Gottems
505 acessos

Uma das grandes notícias do ano que vem para a Argentina deve ser a liberação das exportações de limão para os Estados Unidos. A informação é de Gonzalo Tanoira, presidente da empresa San Miguel – uma das maiores produtoras de limões do país vizinho. 

“Estamos nas etapas burocráticas finais do processo para liberar nosso limão nos EUA. É muito factível para a próxima colheita. O investimento da Coca-Cola (clique AQUI para saber mais) também é importante como fator de aumento da demanda. O que vem acontecendo no país é muito importante para [a província de] Tucumán e o desenvolvimento regional em geral,” afirmou Tanoira.

A produção atual de limões da Argentina é de 1,65 milhão de toneladas anuais, com um valor total de US$ 600 milhões. Nada menos que 95% desse total é destinado à exportação, e 90% é produzido na província de Tucumán.

Falando no Fórum de Investimento e Negócios da Argentina, o diretor-executivo da agroindústria Molinos Rio de La Plata, Amancio Oneto, defendeu que o país vizinho precisa aproveitar a abertura deste mercado para desenvolver mais marcas fortes. “Nosso único produto que está em todo o mundo é o vinho, que possui grandes rótulos. Isso é realmente agregar valor e poder dar empregos de qualidade. A geração de valor e de empregos com exportação de produtos sem marca é baixa demais”, sustentou.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink