EUA esperam ganhar mercado em oleaginosa

Agronegócio

EUA esperam ganhar mercado em oleaginosa

Para o milho, o USDA manteve a produção nos EUA em 299,92 milhões de toneladas, mas reduziu as exportações em 2,7%
Por:
1 acessos
Em relatório de oferta e demanda divulgado na sexta-feira, o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) fez importantes ajustes na produção de soja do Brasil, reduzindo a colheita em 8,5%, de 59 milhões para 54 milhões de toneladas, e nos estoques mundiais do grão, de 55,98 milhões em março para 52,59 milhões de toneladas neste mês. O mercado esperava por ajustes maiores. Além disso, os números para a safra brasileira continuam acima do previsto por algumas consultorias, que estimam 51 milhões de toneladas.


"O USDA elevou as exportações americanas para 29,39 milhões de toneladas [3,3% sobre março], que se confirmadas, serão recordes. A expectativa era de que os estoques americanos e mundiais recuassem mais por conta desse ajuste", disse Renato Sayeg, da Tetras Corretora. Ele observou que a participação americana no mercado internacional subirá de 43,3% na safra 2003/04 para 47,7% neste ciclo, e que o Brasil recuará de 35,7% para 32,5% nesta safra, por causa da menor oferta em decorrência da seca.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink