EUA registram novas vendas de arroz e trigo ao Brasil
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Imagem: Pixabay

VENDAS

EUA registram novas vendas de arroz e trigo ao Brasil

Com isso, o total de vendas de arroz dos EUA para o Brasil em 2020 já supera as 35,5 mil toneladas
Por:
870 acessos

O Brasil comprou mais arroz e trigo dos Estados Unidos na última semana, mas dessa vez os volumes semanais registrados pelo Departamento de Agricultura norte-americano (USDA) foram relativamente pequenos, com brasileiros mantendo importações dentro das cotas isentas de tarifas em um ano de preços recordes das commodities agrícolas no país.

Depois de marcar na semana passada uma atípica venda de 30 mil toneladas de arroz norte-americano ao Brasil, após o governo brasileiro ter zerado a Tarifa Externa Comum (TEC) para países de fora do Mercosul à uma cota de 400 mil toneladas válida até o fim do ano, nesta semana o USDA registrou negócios de 7,2 mil toneladas.

Com isso, o total de vendas de arroz dos EUA para o Brasil em 2020 já supera as 35,5 mil toneladas marcadas pelo governo norte-americano em todo o ano de 2010, o último de negociações mais expressivas do cereal entre os dois países.

A cota sem tarifa é vista pelo governo como uma forma de aliviar os preços para os consumidores no Brasil.

Contudo, a cotação da saca de 50 kg do arroz no Rio Grande do Sul, maior produtor brasileiro, segue renovando recordes, atingindo 106,24 reais na quarta-feira, máxima histórica, conforme dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

TRIGO
A cotação do trigo perdeu força em relação às máximas do ano de mais de 1.200 reais a tonelada vistas anteriormente em 2020, mas ainda continua em patamares historicamente elevados, em torno de 1.150 reais, apesar do início da colheita no Brasil e de compras de centenas de milhares de toneladas do produto fora do Mercosul, principalmente nos Estados Unidos, segundo Cepea.

Trigo e arroz têm tido forte demanda devido às medidas de isolamento em função da pandemia, mas o câmbio é fator importante na composição dos preços aos produtores.

Com isso, o governo brasileiro isentou da TEC uma cota de 1,2 milhão de toneladas de trigo neste ano até novembro, favorecendo importações como as marcadas pelos USDA na última semana.

Nesta semana, o USDA registrou vendas de apenas 3,1 mil toneladas de trigo HRW, elevando para mais de 600 mil toneladas o total adquirido do produto nos EUA este ano.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink