EUA usam todos os meios para manter política do algodão


Agronegócio

EUA usam todos os meios para manter política do algodão

Por: -Admin
1 acessos

Os Estados Unidos deixaram claro que usarão de todas as artimanhas legais e políticas para evitar que o Brasil consiga que a Organização Mundial do Comércio (OMC) condene sua política de subsídios aos produtores de algodão. Ontem (31-03), em Genebra, o governo norte-americano bloqueou a nomeação de um facilitador que teria a função de reunir os dados sobre a ajuda estatal dos EUA no setor do algodão.

Há dez dias, o Brasil conseguiu que a OMC abrisse um painel (comitê de arbitragem) contra a política norte-americana, que gera por ano um prejuízo de US$ 1 bilhão ao país. Mas o Itamaraty havia pedido também que a OMC nomeasse um facilitador que teria a função de buscar informações, de forma neutra, sobre qual seria o valor dos subsídios dados por Washington.

Na OMC, os representantes dos EUA alegaram que a nomeação de alguém para essa função violava as regras internacionais do comércio e que, portanto, não poderiam aceitar a iniciativa. Com isso, o Brasil e mesmo a OMC estão praticamente impedidos de ter acesso aos dados reais de quanto os produtores americanos recebem de seu governo.

A reunião de hoje (01/04) acabou suspensa por falta de um acordo e os representantes dos países voltarão a se reunir para debater o tema. Caso os Estados Unidos não cooperem com a OMC e com o Brasil no caso, o Itamaraty estuda inclusive a abertura de mais um painel contra o comportamento do governo norte-americano.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink