EUA vencem mais uma disputa contra China na OMC

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
POLÍTICA

EUA vencem mais uma disputa contra China na OMC

Essa é a segunda vitória no mesmo painel em menos de um ano
Por: -Leonardo Gottems

Os Estados Unidos venceram mais uma disputa contra a China, no que diz respeito à manipulação de algumas quotas tarifárias de grãos (TRQs) por parte dos asiáticos na Organização Mundial do Comércio (OMC). O representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, e o secretário de Agricultura Sonny Perdue anunciaram que um painel de solução de controvérsias da OMC determinou que a China administrou suas quotas de milho e arroz de maneira inconsistente. 

“Este relatório do painel é a segunda vitória significativa para a agricultura dos EUA este ano e, juntamente com a vitória contra o excessivo apoio doméstico da China aos grãos, ajudará os agricultores americanos a competir em condições de igualdade”, afirmou o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), em nota divulgada por sua assessoria. 

Para o embaixador Lighthizer esse ponto irá criar uma cultura de transparência nos negócios a partir de agora. “Esta segunda importante vitória para os Estados Unidos demonstra ainda mais que o presidente Trump tomará todas as medidas necessárias para fazer cumprir as regras comerciais e assegurar um comércio livre e justo para os agricultores norte-americanos. O governo continuará a pressionar a China a cumprir prontamente as obrigações da OMC”, comemorou. 

As TRQs de grãos da China estão sub-preenchidas anualmente. O USDA estima que, se as TRQs da China tivessem sido totalmente utilizadas, ela teria importado até US $ 3,5 bilhões em milho, trigo e arroz somente em 2015. 

“Garantir que nossos parceiros comerciais sigam as regras é vital para fornecer aos nossos agricultores a oportunidade de exportar produtos de alta qualidade e cultivados nos EUA para o mundo. O anúncio de hoje é outra vitória para os agricultores americanos e justiça no sistema de comércio global”, finalizou Perdue. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink